Como vencer a fome emocional e nunca mais usar comida para aliviar sentimentos ruins.

Como vencer a fome emocional e nunca mais usar comida para aliviar sentimentos ruins.

18 de setembro de 2015

Nem sempre comemos apenas para saciar a fome. Às vezes acabamos apelando para a comida simplesmente para aliviar sentimentos ruins, ou como recompensa.

A isto se dá o nome de fome emocional ou alimentação emocional.

O problema todo é que a solução que você escolheu para seus sentimentos é apenas um alívio.

banner método emagrecimento fácil

E bem fraquinho, porque não só ele não resolve a questão, mas também fará você se sentir pior depois.

Portanto, primeiro é preciso aprender sobre o que é esse inimigo da sua dieta, para poder se libertar de compulsões alimentares e comilanças excessivas.

Entendendo a alimentação emocional

Já comeu algo por conta dos seus sentimentos?

Já devorou uma barra de chocolate quando estava triste? Então você já teve um caso de fome emocional.

Se alguma vez você, mesmo se sentido cheio, engoliu uma sobremesa, ou então devorou um pote de sorvete ou uma barra de chocolate num momento que estava triste, você teve um episódio de alimentação emocional. Que não é nada mais que usar a comida para se sentir melhor.

Isto feito uma vez ou outra não gera problemas. O perigo é quando se torna uma rotina para compensar emoções negativas. Ou seja, você está triste, e sua reação automática é abrir a geladeira. O que vai criar um hábito péssimo e engordativo.

Pior é que não resolve o problema. Você se sente bem no momento, mas os sentimentos ruins ainda estão lá. E é bem capaz de se sentir pior ainda depois, porque sabe que comeu demais, se sentindo um fracasso.

E isso tem explicação biológica: o açúcar e diversos carboidratos são capazes de causar uma sensação boa numa área cerebral chamada nucleus accumbens, que causa estímulo de bem estar.

O problema é que essa área é a mesma envolvida na resposta a drogas como a cocaína e heroína. E essas drogas viciam. Você precisa de mais daquilo para sentir-se bem.

banner método emagrecimento fácil

E os doces funcionam da mesma maneira no seu cérebro. Quando aparecer o problema, você vai fugir dele, afogando-se em açúcar. Por alguns momentos você se sente bem, mas aquilo passa rápido.

Adicionalmente, você deixa de aprender a lidar de forma eficaz com suas emoções negativas, adotando uma atitude de vítima das circunstâncias.

E isso vira um ciclo sem fim!

Características da alimentação emocional

 

  • Comer mais quando sob stress;
  • Comer quando não está com fome ou quando já está satisfeito;
  • Comer para se sentir melhor;
  • Recompensar-se com comida;
  • Sentir que a comida é como uma “melhor amiga” ou que ela a faz se sentir seguro;
  • Sentir-se sem controle em relação à comida.

Conforme explicamos nesse artigo sobre fome, existem dois tipos de fome, a física e a “fantasma”, que aqui chamaremos de emocional. A tabela abaixo frisa as diferenças:

 

Fome EmocionalFome Física
Aparece de repente;Surge gradualmente;
A sensação é que deve ser saciada imediatamente;Pode esperar;
O desejo é por comidas específicas;Inúmeras opções;
Não é saciada com o estômago cheio;Cessa quando o estômago enche;
Vem acompanhada de sentimentos de vergonha, culpa e falta de controle;Você não se sente mal consigo mesmo;

 

Liberte-se da fome emocional

 

Passo 1: Identificar os estímulos

 

O primeiro passo é a identificação dos estímulos pessoais que fazem você comer. Que situações, lugares ou sentimentos fazem você procurar comida?

Da mesma forma que sentimentos ruins acabam se ligando à comida, isto também pode ocorrer com sentimentos positivos, como recompensas por atingir algum objetivos ou então festas.

Algumas causas de fome psicológica: Stress, sentimentos ruins (raiva, medo, tristeza, ansiedade, solidão, vergonha), vazios emocionais ou tédio, hábitos vindos da infância (por exemplo, seus pais te davam sorvete para recompensar um bom desempenho na escola), influências sociais (sair para beber com amigos e acabar perdendo o controle, amigos que acabam estimulando você a comer ou não respeitam sua dieta).

Uma boa forma de idenficar estes padrões ou estímulos é fazer um diário alimentar.

Anotando tudo o que come, onde estava, qual era a situação específica, os sentimentos que você tinha naquele momento, e examinando posteriormente, você consegue identificar um padrão e finalmente ter consciência dele.

 

Passo 2: Encontrar outras formas de aliviar seus sentimentos

 

Se você não sabe controlar suas emoções de uma forma que não envolva comida, você não vai conseguir controlar seus hábitos alimentares por muito tempo.

A maioria das dietas falha porque oferecem aconselhamento apenas lógico, não abordando o aspecto emocional. E quando as emoções te sabotam, você vai buscar conforto na comida, e lá foi a dieta para o espaço.

Então é chegada a hora de encontrar alternativas para aliviar suas emoções.

Aqui vão algumas ideias:

  • Se estiver deprimida ou sozinha, ligue para alguém que sempre faz você se sentir melhor, brinque com seu cão ou gato, ou olhe algum álbum de fotos de bons momentos.
  • Se você está ansiosa, gaste essa energia dançando sua música favorita, espremendo uma bolinha de borracha tipo fisioterápica ou ir fazer uma caminhada.
  • Se você está exausta, tome uma xícara de chá quente, tome um banho, acenda algumas velas aromatizadas, ou enrole-se num cobertor quente.
  • Se está entediada, leia um bom livro, veja um show de comédia, dê uma saída de casa, ou faça alguma atividade que você goste.

Passo 3: Quando os desejos aparecerem, pare!

 

A maioria das pessoas que sofrem com alimentação emocional se sentem impotentes em relação à seus desejos. É a única coisa que conseguem pensar quando eles aparecem.

Tem que ser naquele momento. E justamente porque você não resistiu no passado, você acha que não tem força de vontade para resistir.

Mas você tem sim, e mais do que pensa.

Como já falamos, é uma reação quase inconsciente, mal você sente o desejo, já está indo para a geladeira.

O segredo é provocar uma parada, e se dar uma oportunidade para tomar uma decisão diferente.

O que você precisa fazer, é não comer nada nos próximos cinco minutos.

Se parecer demais, comece com um minuto. Evite pensar que “você não vai ceder à tentação”, pois assim você apenas pensa na tentação, e isso pode ser mais forte no final das contas.

Diga-se apenas que vai esperar, e enquanto espera, procure se perguntar como se sente, o que está acontecendo emocionalmente, e mesmo que você acabe comendo, terá um entendimento melhor do processo todo. O que vai acabar lhe ajudando a ter uma resposta diferente da próxima vez.

Outro aspecto importante é sobre o fortalecimento emocional que você deve desenvolver. Afinal, você não se sente capaz de lidar com suas emoções, e come para fugir delas.

Permitir-se sentir emoções ruins pode ser assustador.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Mas a verdade é que quando não tentamos suprimir estas emoções, mesmo as mais dolorosas e difíceis acabam resolvendo-se rapidamente, e perdem o poder de controlar nossa atenção.

Para fazer isso, você deve estar atenta e aprender a conectar-se com sua experiência emocional, momento a momento. Isto vai permitir que você supere o stress e conserte problemas emocionais que levam à comer.

E melhor ainda, sua vida vai se enriquecer quando você se abre emocionalmente. Pense como seria bom resolver de ver sentimentos que te atormentam há tempos.

Permitindo-se vivenciar esses sentimentos, você aumenta suas chances de resolvê-los, e assim melhorar como pessoa.

Passo 4: Sustentar esses novos comportamentos com hábitos saudáveis

 

Quando você está fisicamente mais forte, relaxada e descansada, você terá melhores condições de encarar as dificuldades que a vida inevitavelmente vai oferecer.

Por outro lado, quanto mais exausta e sobrecarregada, qualquer pequena bobagem pode lhe derrubar. Hábitos que promovem saúde são essenciais para suportar tempos difíceis sem a ajuda da comida.

Tornar exercícios uma prioridade, arranjar tempo para um bom relaxamento, conectar-se com os outros em atividades sociais e ter sempre um bom sono são exemplos de hábitos que tornarão sua vida mais saudáveis e aumentarão sua capacidade de resistir às tentações alimentares.

E como foi explicado aqui, um dos motivos pelos quais você busca justamente os piores alimentos é o fato que eles são capazes de causar emoções positivas no seu cérebro.

Eles funcionam como drogas, então a melhor estratégia dietética para controlar a fome emocional é adotar uma dieta pobre nesses alimentos, como as dietas cetogênica, paleo e low carb.

Com isso, você “desvicia” seu cérebro e recupera os mecanismos de saciedade, vitais para controle da fome.

Veja Mais Sobre Como Emagrecer

Para quem este site foi criado.   Como você pôde ver no post em que nos apresentamos, nós criamos este site com o desejo de ajudar outras pessoas a perderem peso, emagrecendo c...
Pipoca engorda? Depende… Eu espero que você não esteja acessando esse artigo no cinema, porque senão eu preciso te alertar sobre alguns fatos, se pipoca engorda ou não.Nes...
Natação emagrece (e mais 4 benefícios que você não... Para quem está em busca de uma atividade física para perder peso, a natação pode ser uma boa pedida, porque se trata de um esporte que proporciona, al...
Treino intervalado de alta intensidade (adeus hora... Hoje existe um bom treino que garante conseguir queimar calorias, perder mais gordura e até melhorar o seu nível cardiovascular, garantindo mais condi...

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

2 disseram o que pensam. Agora é sua vez.

  1. Estou nesse dilema, faço a dieta por 15 dias ou 1 mês, os resultados demoram a aparecer, num único dia que eu me dou o luxo de sair da dieta acabo comendo muito açúcar, no outro dia sinto uma vontade incontrolável de comer açúcar novamente e acabo cedendo. Por que? “Porque eu já sofri demais, eu mereço ter esse momento de relaxamento e prazer.” estou presa nesse círculo vicioso, não consigo resistir depois de ceder uma única vez. Então agora vou iniciar tudo novamente e com uma diferença: sem permissões para ceder em nem um dia sequer.
    Na verdade, percebi que me vitimizimo por tudo que eu passei no passado e por isso, acho que estou gorda assim decorrente do meu emocional, talvez até seja, talvez realmente o sofrimento passado contribuiu para o presente de hoje, mas SÓ PORQUE EU DEIXEI! Pois no momento que eu me vitimizo, eu me entrego e me faço de coitadinha, como se toda responsabilidade de eu estar na pior seja de outras pessoas quando na verdade é só minha. Não sendo cruel comigo mesma, mas só depende de mim enfrentar e vencer meus ressentimentos passados, comer desesperadamente não vai resolver meus problemas, tristezas e stress, pelo contrário, só vai aumentar mais ainda minha angústia. Infelizmente, estou me deixando vencer pelo fracasso. Mas eu vou lutar até conseguir reconstruir a minha vida, com a ajuda de Deus, vencer a tentação de comer açúcar, emagrecer, recuperar minha alto estima, minha vaidade, voltar a me cuidar e destruir a depressão! E todo mal que me fizeram no passado, já não me pertence mais carregar esse peso pois tudo está entregue nas mãos de Deus!

    • Lais, me solidarizo com você.

      E para te ajudar a controlar esse vicio, recomendo a leitura: comeceaemagrecer.com.br/dieta-cetogenica

Trackbacks/Pingbacks

  1. Os 8 piores hábitos alimentares. - Comece a Emagrecer - […] sente só, está triste, ou teve uma decepção, e acaba afundando a cara num pote de sorvete para aliviar…
  2. 9 incentivos para emagrecer (o 3º detona um mito muito comum sobre emagrecimento). - […] sempre é fácil seguir uma dieta, devido às eventuais flutuações emocionais que acabam acontecendo. No final das contas, emagrecer…
  3. Ansiedade engorda? Descubra por que você come quando está ansioso e o que fazer a respeito. - […] fortemente a leitura deste artigo sobre alimentação emocional. Nele, há um método passo a passo, para ajudar você a…
  4. Zumba emagrece mesmo? Como emagrecer dançando muito! - […] E quanto à ansiedade, bom, você deve conhecer aquela cena clichê clássica de cinema, onde alguém está triste ou…
  5. Compulsão alimentar: quais são os 8 comportamentos sutis que tornam você um escravo controlado pela comida. – Comece a Emagrecer - […] Outra característica é a associação com estados mentais como ansiedade e depressão. […]

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *