Dieta da USP: sofrimento e sanfona garantidos.

Dieta da USP: sofrimento e sanfona garantidos.

18 de abril de 2016

A Dieta da USP é uma das tantas dietas restritivas, que por isso mesmo não são muito indicadas, ainda mais a quem deseja emagrecer com saúde.

No entanto, como outras dietas que proíbem a ingestão de alguns ou muitos alimentos, é possível realmente perder vários quilos em poucos dias, os quais normalmente voltam em pouco tempo, logo depois que a dieta chega ao seu fim.

Neste artigo você vai descobrir:

banner método emagrecimento fácil

1- No que consiste a dieta da USP

2- O real motivo de ela emagrecer (que é o mesmo motivo de todas as dietas que emagrecem)

3- Um infográfico mostrando como os carboidratos fazem você engordar

4- Por que não vale a pena fazer a dieta da USP

5- Um infográfico mostrando como o organismo reage ao emagrecimento rápido

6- O que se come na dieta da USP

7- E por que ela vai falhar no médio-longo prazo

A Dieta da USP conta com um cardápio que tem como base o consumo de proteínas, inclusive, as provindas de alimentos como ovos, leite, queijo, carnes magras e outras que precisam estar com frequência nas refeições.

banner método emagrecimento fácil

Quanto aos carboidratos, eles são reduzidos ao máximo e as gorduras ingeridas são apenas aquelas que já estão nos alimentos ricos em proteína.

O que diga-se de passagem, é o segredo de toda e qualquer abordagem dietética.

Quem faz engordar é o carboidrato, por disparar os níveis de insulina, e dessa forma, esta acaba dando o sinal para acumular gordura (jogando contra) e também acaba sabotando os mecanismos de saciedade (fazendo você sentir mais fome, ou seja, jogando ainda mais contra).

Confira no infográfico abaixo como os carboidratos fazem você engordar:

infografico dieta da usp carboidratos

Clique na imagem para ampliar

Para ter uma ideia de como funciona a Dieta da USP, no café da manhã deve-se consumir apenas biscoito água e sal e café com adoçante – diga-se de passagem, alimentos nada nutritivos para começar o dia.

Você já vem de uma noite de jejum, precisa de energia para começar o dia, e com esse café da manhã, vai vagar por aí igual a um zumbi.

No almoço é quando melhora um pouco, sendo sugerido adicionar ao cardápio uma clara de ovo cozida ou um tipo de carne, que pode ser vermelha, peixe ou ave.

As carnes devem ser grelhadas e preparadas sem gordura.

Algumas hortaliças e verduras são permitidas para agregar um pouco de cor ao prato do almoço.

Já os lanches entre as refeições estão proibidos, sendo que a Dieta da USP deve durar sete dias e depois disso você pode consumir outros alimentos.

Porém, isso deve ser feito apenas durante um dia, se a sua ideia é de retomar a dieta.

Mesmo assim, não se pode seguir o seu cardápio por mais de 15 dias.

 

Vale a pena fazer a Dieta da USP?

Mesmo quem conseguir se adaptar a essa dieta não deve ultrapassar os 15 dias, caso contrário, pode debilitar muito a sua saúde, além de desenvolver problemas renais, devido ao alto consumo de proteína.

Isso pode acontecer porque esse nutriente tem moléculas de grande tamanho, as quais não conseguem passar com facilidade pelo glomérulo (unidade funcional dos rins) durante a filtração dos líquidos do corpo.

Como essa dieta tem resultados a curto prazo, é uma “solução” para quem precisa emagrecer em um curto espaço de tempo para conseguir entrar em um vestido para uma festa, por exemplo.

Mas quem precisa emagrecer bastante para manter a saúde em dia não deve se valer da Dieta da USP.

É natural do ser humano querer ir com muita sede ao pote, mas estamos lidando com um organismo com interações biológicas altamente complexas.

Isso significa que quando você tenta tapear o organismo, você acaba levando uma rasteira de volta, e nem vai ver de onde veio.

Confira o infográfico abaixo sobre o que acontece quando tentamos emagrecer muito rápido:

infografico dieta da usp emagrecimento rapido

Clique na imagem para ampliar

 

Desvantagens da Dieta da USP.

dieta da usp

Essa dieta não é a mais indicada para emagrecer porque o organismo precisa de todos os nutrientes disponíveis na natureza (carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais, fibras, proteínas, etc.) para que funcione plenamente.

Assim, ao aderir a uma deita restritiva desse jeito, se você possui tendência a desenvolver algum tipo de doença, talvez seja esse o momento que ela apareça.

Sem os nutrientes fundamentais, o organismo fica com o sistema imunológico debilitado, propício para a entrada de uma séria de doenças e problemas de saúde.

Além disso, durante a Dieta da USP é comum que as pessoas sintam dor de cabeça, cansaço, tontura, náuseas, tremedeiras, sonolência, dificuldade no raciocínio e outros sintomas associados.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Cardápio da Dieta da USP.

Alguns dos alimentos chave da dieta são: cenoura, queijo fresco (tipo minas), iogurte, salada de frutas e presunto.

Já para as bebidas como água, café e chá sem açúcar, não há restrições.

As refeições são apenas três por dia e a cada dia é preciso mudar o cardápio como é indicado pela Dieta da USP.

O café da manhã começa com café com adoçante e evolui para o café + bolacha água e sal e depois para o café com cenoura crua com limão.

No almoço, começa-se com dois ovos cozidos, depois passa para uma porção de carne vermelha ou branca e salada de frutas de sobremesa, sendo que no dia seguinte volta-se aos ovos com torrada, queijo ou cenoura.

Já as jantas são intercaladas com saladas, ovos e presunto. Alguns dias, a janta é trocada por iogurte e salada de frutas.

Quem continuar com a dieta pela segunda semana deve repetir o mesmo cardápio sugerido para a primeira semana.

Conclusão.

dieta da usp dica drm

Como pudemos ver, a dieta da USP é uma “dieta de emergência”, e insustentável no longo prazo.

E como estamos carecas de saber, esses 15 dias não serão o suficiente para mudar hábitos, que são a real causa de estarmos ou não acima do peso.

Fatalmente, após a dieta, os hábitos antigos voltarão, e com eles, o peso perdido.

 


 

Referências:

1- Consequences of Weight Cycling: An Increase in Disease Risk?

2- Carbohydrate intake and obesity.

3- Carbohydrate balance predicts weight and fat gain in adults.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *