Dieta japonesa: Perca 6kg em 1 semana (mas cuidado!)

Dieta japonesa: Perca 6kg em 1 semana (mas cuidado!)

9 de maio de 2016

A dieta japonesa, assim como alguns traços da cultura que dá nome ao método, é bastante rígida, já que conta com um cardápio bem restritivo.

A proposta é bastante atraente, pois a promessa é de perder mais de 6 quilos em apenas uma semana.

Neste artigo você vai descobrir: 

banner método emagrecimento fácil

1- Por que a dieta japonesa é extremamente restritiva

2- Por que você já deveria saber que nunca deve fazer uma dieta restritiva

3- Qual é a tendência natural ao final da dieta japonesa

4- Por que de japonesa ela não tem nada

5- Por que ela realmente emagrece rápido, mas com um preço elevado

6- Por que quem emagrece devagar na verdade emagrece mais rápido

7- Um exemplo de cardápio da dieta japonesa

Vale lembrar, por outro lado, que nem sempre (para não dizer nunca) as dietas restritivas são um bom negócio, não apenas por ser mais difícil de realizá-las, mas também porque pode ser maléfica à saúde, a médio e longo prazos.

banner método emagrecimento fácil

Além disso, a tendência é que os quilos perdidos voltem logo assim que ela terminar.

infografico dieta japonesa

Clique na imagem para ampliar

Da mesma forma que ocorre com outros métodos para emagrecer, a dieta japonesa é considerada, por quem defende a reeducação alimentar, uma dieta maluca.

O seu cardápio restringe quase que totalmente o consumo de carboidrato e promove o alto consumo de proteína animal.

Exemplos de outros métodos semelhantes são as dietas USP, da Proteína e a Dukan.

Além de sentir fome, o que é bem comum quando se adere a dietas radicais e restritivas que mudam o seu cardápio da noite para o dia, existem muitos efeitos colaterais nesse tipo de método de emagrecimento.

Dores de cabeça, tonturas, tremores, cansaço, irritabilidade, boca seca, entre outros são os sinais mais comuns que podem aparecer já no primeiro dia da dieta japonesa.

Esses efeitos colaterais são o resultado da falta de nutrientes importantes que o corpo não recebe mais durante o emagrecimento.

A lista do que pode ser ingerido nas refeições, que são apenas três por dia (café da manhã, almoço e janta) é muito limitada, assim, seu organismo acaba sofrendo por causa da ingestão insuficiente de alimentos e nutrientes.

Como funciona a dieta japonesa.

dieta japonesa

A dieta japonesa é uma dieta restritiva com base na alta ingestão de proteína.

O melhor é estipular quantos quilos você deseja perder ao iniciar a dieta japonesa, para não segui-la por mais tempo que o necessário.

Porém, mesmo assim, é preciso avaliar bem se ela é uma boa opção para você, pois quem realiza atividade física pode não ter condições sequer de começá-la, já que os exercícios exigem energia.

O mais adequado é optar pela reeducação alimentar, que não vai fazer você perder 6 quilos em uma semana, mas com certeza tudo o que você perder não vai voltar tão cedo, se é que volta.

A imagem abaixo explica direitinho porque “mais devagar” na verdade significa mais rápido, em matéria de emagrecimento.

dieta japonesa

Além disso, com a reeducação você consegue manter um cardápio saudável para o resto da sua vida, com o que é mais importante para o seu organismo.

A lista de alimentos permitidos na dieta japonesa conta com opções como café, chás, verduras, legumes, biscoito água e sal, peixes, ovos, carne vermelha e frango.

Por outro lado, estão proibidas as fontes de energia, ou seja, os carboidratos, mesmo as versões integrais (muito importantes para o bom funcionamento do organismo), além de alimentos ricos em gordura e açúcar.

Quem adere a essa dieta também deve se afastar das bebidas alcoólicas.

Curiosamente, a dieta japonesa não tem nenhum tipo de relação com a culinária nipônica.

Por isso, o porquê do seu nome fica sem resposta, podendo ser apenas uma estratégia para convencer as pessoas de que se trata de uma dieta saudável, pois a culinária oriental tem fama de oferecer muitos benefícios à saúde.

 

Cardápio da dieta japonesa para uma semana.

1º dia – Segunda-feira:

– Café da manhã: café ou chá com adoçante.

– Almoço: dois ovos cozidos com sal e as verduras que preferir.

– Jantar: um bife grande, preferencialmente, grelhado e salada de pepino e alface.

2º dia – Terça-feira:

– Café da manha: café ou chá com adoçante e uma unidade de biscoito água e sal.

– Almoço: verduras e frutas que preferir e um bife grande grelhado.

– Jantar: presunto à vontade.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

3º dia – Quarta-feira:

– Café da manhã: café ou chá com adoçante e uma unidade de biscoito água e sal.

– Almoço: dois ovos cozidos, salada verde e tomate à vontade.

– Jantar: salada de repolho, cenoura e chuchu à vontade.

4º dia – Quinta-feira:

– Café da manhã: café ou chá com adoçante e uma unidade de biscoito água e sal.

– Almoço: um ovo cozido, cenoura crua ou cozida à vontade e uma fatia de queijo mussarela.

– Jantar: iogurte natural e salada de fruta à vontade.

5º dia – Sexta-feira:

– Café da manhã: café ou chá com biscoito água e sal.

– Almoço: tomate à vontade e um filé de peixe grelhado.

– Jantar: um bife grelhado e salada de frutas à vontade.

6º dia – Sábado:

– Café da manhã: café ou chá com biscoito água e sal.

– Almoço: frango assado à vontade.

– Jantar: dois ovos cozidos com sal.

7º dia – Domingo:

– Café da manhã: café ou chá com biscoito água e sal.

– Almoço: um bife grande grelhado e frutas que desejar à vontade.

– Jantar: comer o que quiser, desde que seja uma das opções já descritas na semana da dieta.

Vale ressaltar que colocamos aqui o cardápio como mera fonte informativa.

Não recomendamos, de maneira alguma, que qualquer pessoa siga esta dieta, pelos potenciais malefícios aqui explicados.

 


 

Referências: 

1- Calorie Shifting Diet Versus Calorie Restriction Diet: A Comparative Clinical Trial Study

2- Dieting and weight cycling as risk factors for cardiometabolic diseases: who is really at risk?

3- Consequences of Weight Cycling: An Increase in Disease Risk?

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Uma pessoa comentou aqui

  1. SIMPATIA
    Numa quarta-feira pela manhã coloque meio copo de água e dentro dele coloque o numero de grãos de arroz correspondentes aos quilos que você deseja perder. Não coloque grãos a mais do que você deseja, porque os quilos perdidos não serão recuperados depois.
    À noite beba a água, deixando os grãos de arroz. Complete novamente o copo com água.
    Na quinta-feira pela manha, em jejum, beba a água, deixando os grãos de arroz, completando novamente com meio copo de água.
    Na sexta-feira pela manha, em jejum, beba a água com todos os grãos de arroz.
    IMPORTANTE: conserve o mesmo copo durante o processo. Não faça regime pois a simpatia é infalível. Tire o numero de cópias correspondente aos quilos que desejar perder. Por exemplo, se quiser perder 7 quilos, faça 7 cópias. Comece a simpatia numa quarta-feira, após distribuir as cópias(pode ser publicações em sites). Publique na mesma semana.

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *