Dieta para secar: como garantir seus resultados.

Dieta para secar: como garantir seus resultados.

14 de janeiro de 2015

Uma dieta para secar é buscada tanto por pessoas que desejam perder peso como por quem apenas quer definir o abdômen, já que a queima de gorduras é mais desejada para aquelas acumuladas na barriga. Existem diferentes estratégias com esse fim.

Algumas são melhores do que outras, sendo que entre as dietas de emagrecimento, algumas muito comuns são as restritivas, mas que na realidade não são as melhores opções. Além disso, o que uma pessoa ingere acaba refletindo diretamente no gasto de suas calorias.

Dessa forma, é importante dar muita atenção ao que se consome. As dietas restritivas causam um perigoso déficit calórico, por vezes reduzindo ao mínimo a ingestão de nutrientes. O problema é que além de peso, a pessoa que adere a esse tipo de cardápio também perde massa magra.

banner método emagrecimento fácil

Além de o peso voltar tão logo a dieta restritiva termine, a perda muscular reduz o metabolismo, assim, o corpo trabalha mais devagar e, por consequência, gasta menos calorias. Outro problema de algumas dietas que prometem secar é que elas costumam eliminar totalmente a gordura, o que não é uma boa ideia, apesar de parecer.

Diferente do que se pregou nos últimos anos – a guerra contra as gorduras – existem gorduras que são fundamentais para o funcionamento pleno do organismo. Ao reduzir esse nutriente do cardápio, é mais fácil comer carboidrato e proteína em excesso, especialmente os primeiros. O problema está na nova onde de produtos industrializados com “baixo teor de gordura”.

Eles compensam a falta de gordura com outros nutrientes, como os carboidratos, mas esse desequilíbrio ocasiona os picos de insulina. Um bom exemplo são os iogurtes com teor de 0% de gordura. Para terem um gosto bom, entretanto, são adicionadas consideráveis quantias de açúcar para compensar a falta de gordura.

Por sua vez, os chamados picos de insulina ocorrem quando são consumidas altas quantias de açúcar. Elas provém dos carboidratos simples também, como os produtos feitos de farinha branca, que além disso saciam a fome por menos tempo e são menos nutritivos. O resultado é que você terá enormes dificuldades para seguir no processo de emagrecimento.

 As duas faces da dieta para secar.

dieta para secar

Já quando a dieta restritiva corta o consumo de carboidratos ocorre outro desequilíbrio nutricional. Embora o nutriente deva ser consumido com moderação e das fontes certas, ele não pode ficar totalmente ausente do dia a dia, já que é a primeira fonte de energia disponível no organismo.

Na verdade, nas dietas com ingestão reduzida de carboidratos, é essa lógica que é revertida. Com maior ingestão de gorduras e proteínas, sem carboidratos, o organismo entra em processo de esgotamento, e passa a ser necessário um combustível alternativo, assim entrando em estado de cetose.

banner método emagrecimento fácil

Com isso, o corpo prioriza a queima de gorduras, não apenas aquelas vindas da dieta, como das reservas já existentes. Apesar de possuir alguns efeitos colaterais, especialmente na fase de adaptação, esse tipo de dieta é mais indicado do que aquelas que eliminam totalmente a gordura do cardápio.

Outras opções de dietas para secar.

uma alternativa da dieta para secar é comer comida saudável.

A melhor alternativa para uma dieta para secar é promover uma reeducação alimentar.

 

Frente aos problemas que as dietas para secar possuem, outra boa forma de queimar calorias é com a reeducação alimentar, uma dieta a longo prazo e muito eficiente. Ela prevê um cardápio equilibrado com déficit calórico moderado. O equilíbrio nutricional é uma de suas prioridades. A única restrição é referente aos alimentos não saudáveis, como os fast food, frituras, alimentos com excesso de sal, gordura e açúcar, bem como as bebidas adoçadas.

Os alimentos industrializados, cheios de conservantes e outros produtos químicos, devem ser reduzidos ao máximo. A única gordura proibida é a trans e, desde que saudáveis, você pode comer tudo o que quiser, com moderação e bom senso. Além disso, a ideia da reeducação alimentar é mudar os hábitos alimentares aos poucos, fazendo com que o organismo se acostume, sem levar um choque.

Por isso, a dica é começar com as substituições. Um exemplo é trocando a farinha branca pela integral em pães e massas, que possuem baixo índice glicêmico e que, dessa forma, não desencadeiam picos de insulina. Por consequência, evitam-se os seus efeitos sobre a fome e acúmulo de gordura. No começo, quem adere a essa dieta pode criar um déficit calórico de até 500 kcal.

Sem radicalismo, o metabolismo não desacelera e queima gordura mais facilmente. Também vale consultar um nutricionista para definir qual a melhor quantia de calorias que pode ser ingerida por dia, já que isso depende de cada pessoa, de suas atividades, inclusive, se ela pratica exercícios físicos ou não.

Viu como é possível perder peso de forma saudável?

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *