Dietas para emagrecer: guia para encontrar a correta

Dietas para emagrecer: guia para encontrar a correta

11 de outubro de 2016

Deixa eu adivinhar: deve ser a ducentésima vez que você está procurando algum texto sobre dietas para emagrecer, acertei?

Foi a vez 150? Estamos quase lá.

Mas minha intenção com esse texto é que seja a última vez.

banner método emagrecimento fácil

Que você encontre o estilo de alimentação que mais se adapte às suas necessidades e preferências pessoais, e que esse estilo possa finalmente prover o corpo e a saúde que você tanto busca, e merece.

 

Então aperte os cintos, porque neste texto você vai descobrir:

1- Os 3 fatores que tornam uma dieta adequada para emagrecer

2- A pergunta que deve ser feita para saber se você vai conseguir manter o peso

3- Por que a busca por alimentos saciantes é fundamental para o emagrecimento

4- Qual o hormônio que em última análise, contribui para a sensação de fome e também para o aumento de peso

banner método emagrecimento fácil

5- Quais os alimentos que aumentam esse hormônio, e quais diminuem

6- 4 dietas que emagrecem e são sustentáveis

7- Todos os benefícios das melhores dietas para emagrecer

O que as melhores dietas para emagrecer têm em comum?

Vamos analisar quais são os 3 fatores que tornam uma dieta adequada para emagrecer.

Aliás, há uma pegadinha no fato de se buscar dietas para emagrecer.

Porque uma dieta pode muito bem fazer você emagrecer, mas ser péssima para manutenção a longo prazo.

E aí não adiantou nada, e você já pode montar a sua banda de forró, pois será mestre no instrumento que aparece abaixo:

efeito sanfona dietas para emagrecer

Então vamos ao primeiro item que deve ser buscado em dietas para emagrecer.

Item 1: Sustentabilidade

Com certeza o critério que você teima em avaliar antes de começar uma dieta é o quão eficaz e rápida ela é, não?

Tolinho… Mal sabe você que está pedindo para fracassar.

Isso porque você está lidando com um complexo sistema biológico baseado em bilhões de interações entre seus componentes, e que qualquer desequilíbrio desencadeará uma reação.

Posicione-se agora de frente a um espelho e veja do que se trata. Seu corpitcho!

E traduzindo para o bom português: tente tapear o seu corpo além do limite, e você vai levar uma rasteira que não verá de onde veio.

Pense naquelas tentações que não somem… no desânimo em continuar a dieta… na falta de vontade de ir para a academia.

Posso te contar uma coisa: a culpa disso ter aparecido é sua.

No sentido de você ter tentado tapear alguém mais esperto que você, no caso, seu organismo.

É o que acontece quando você adota uma dieta radical da moda.

A lição é: você precisa jogar de acordo com as regras do seu corpo.

Aproveito para deixar aqui uma dica infalível. É a pergunta que você deve fazer para saber se uma dieta será bem sucedida ou não:

dietas para emagrecer dica

O seu peso é fruto dos seus hábitos.

Se você tem hábitos ruins, seu peso será elevado.

Portanto, você precisa sim pensar em adotar um estilo de alimentação para sempre.

Isto posto, vamos entender o que faz uma dieta ser sustentável.

 

Item 2: Equilíbrio nutricional

Como eu falei, se você tentar tapear seu organismo, vai fracassar, então é preciso seguir as regras.

E já diria Arnaldo Cezar Coelho, a regra é clara: seu corpo precisa da quantidade adequada de todos os nutrientes.

Algumas pessoas cometem o erro crasso de pensar apenas em calorias.

Só que calorias advindas de um hamburguer ou de uma pizza vão ter o efeito muito diferente da mesma quantidade de calorias vindas de um prato de feijão com arroz e salada.

Se você come um número adequado de calorias, mas as fontes são porcarias, você estará deficiente em um sem número de nutrientes e vitaminas vitais.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Isso além de ser prejudicial para sua saúde, pode ativar aquele monstrinho que eu citei anteriormente, o tal que tem um “complexo sistema de interações biológicas”.

E ele entra em cena para te sabotar novamente, provocando tentações e fome.

E já que falei em fome…

 

Item 3: Poder saciante

Por que menciono isso? Porque para emagrecer você precisará que sua fome esteja sob controle.

Em última análise, qualquer desequilíbrio que você provoque artificialmente, em algum momento seu corpo lançará mão da fome para te sabotar.

Em especial, alguns alimentos que você teima em ingerir são mestres em causar fome.

Isso sem falar na privação que você provoca ao adotar uma dieta radical.

E o segredo para entender isso se chama insulina.

Quando comemos alimentos altamente insulinêmicos (em especial os carboidratos), o pâncreas precisa secretar esse hormônio.

E em última análise, a insulina acaba sabotando seus mecanismos de saciedade.

Se quiser uma prova prática disso, tente comer um pote de sorvete inteiro… E de uma outra feita, tente comer 3 pratos de feijoada.

Será mais fácil conseguir comer o pote de sorvete. A insulina secretada fará você sentir fome rapidinho e aí você está prontinho para continuar.

Sem falar que num ambiente cheio de insulina, você tende a guardar mais gordura, que é tudo que você não quer.

dietas para emagrecer

Clique na imagem para ampliar

Então o segredo é buscar alimentos com poder saciante.

O que nos leva a uma redução de carboidratos simples (e alguma dos complexos), e priorização de gorduras saudáveis, fibras e proteínas.

Com isso, a insulina para de sabotar seus mecanismos de saciedade.

E você deixa de sentir fome.

O resultado é que você come menos no longo prazo.

Tudo o que você quer, não?

 

Quais são as melhores dietas para emagrecer?

Após ter entendido tintim por tintim o bê a bá do que uma dieta precisa para ser eficaz, as dietas para emagrecer mais poderosas são as que priorizam um cardápio saudável, equilibrado e variado.

Não é preciso passar fome para perder peso, mas sim, escolher os melhores alimentos para adicionar ao cardápio.

Entre as dietas que seguem esse equilíbrio e buscam a reeducação alimentar estão as seguintes: dieta mediterrânea, dieta de baixo teor de carboidratos, a dieta paleo (ou paleolítica) e a dieta baseada em vegetais.

Elas possuem alguns tópicos importantes em comum, como a saúde em longo prazo, já que a ideia é que elas sejam permanentes e, por isso mesmo, não são radicais como a maioria das dietas.

Outra característica em comum é que elas possuem baixos níveis de açúcar, aliás, com esse ingrediente que essas dietas são radicais, pois tentam eliminá-lo ao máximo.

Embora existam pessoas que conseguem ingerir quantidades moderadas de açúcar, a maioria das pessoas o consome de forma demasiada.

Quando o cardápio tem muito açúcar, sobrecarrega-se o fígado, que é forçado a transformar o açúcar em gordura. Parte da gordura sai do fígado como LDL, um tipo de colesterol ruim.

O açúcar é uma das principais causas da doença hepática gordurosa não alcoólica.

Ele também está associado a diversas doenças, como obesidade, diabetes de tipo 2 e doença cardíaca.

Além disso, o açúcar se resume a calorias “vazias”, que não possuem nenhum nutriente.

Benefícios das melhores dietas para emagrecer.

dietas inteligentes

Outra vantagem das dietas racionais é que elas buscam a eliminação dos carboidratos refinados, que são pouco nutritivos.

Isso porque todos os seus nutrientes foram retirados, como é o caso do arroz branco e da farinha de trigo branca.

O que substitui esses alimentos são grãos integrais, responsáveis pela farinha e pelo arroz integrais.

Ao contrário dos refinados, os carboidratos complexos contam ainda com o farelo e o endosperma, que são as partes fibrosas e nutritivas.

Resumidamente, os grãos refinados possuem basicamente amido e as cadeias de moléculas de glicose.

As dietas citadas acima também coincidem ao eliminar os óleos vegetais industriais, como o de soja, canola, milho, algodão e outros, que possuem alto teor de ácidos graxos ômega-6 poliinsaturados.

Esse tipo de gordura em demasia é maléfico, inclusive, podendo causar doenças cardíacas.

Outro problema é a forma como são fabricados, já que os seus nutrientes são removidos, além de receberem no processo açúcares e somente grãos refinados.

A gordura trans é outro problema da alimentação moderna que as dietas inteligentes buscar eliminar.

Em resumo, ela é uma gordura que recebe hidrogênio para se tornar sólida, assim, sua data de validade é maior.

As gorduras trans podem aumentar as inflamações e o risco de doenças cardíacas.

Ainda mais beneficios das dietas inteligentes.

dietas inteligentes

As dietas que priorizam a reeducação alimentar e a perda de peso a longo prazo, sem radicalismo, também incentivam os seus adeptos a ingerir mais vegetais e demais alimentos ricos em fibras.

É fato que os vegetais são saudáveis e numerosos estudos mostram isso, sendo que entre os seus benefícios está o risco reduzido de doença.

Os vegetais são ricos em antioxidantes e em todos os tipos de nutrientes. Já as suas fibras são aliadas da perda de peso e alimentam as bactérias amigáveis no intestino.

A maioria das dietas também incluem frutas. Mesmo dietas de baixo teor de carboidratos permitem pequenas quantidades de frutas.

Por fim, essas dietas defendem a escolha de alimentos de qualidade, sem necessariamente se preocupar tanto com as suas calorias.

Ou seja, elas não priorizam a restrição calórica, em vez disso, enfatizam que é possível comer de tudo, desde que com moderação.

A maioria das dietas de sucesso enfatiza ainda uma mudança de estilo de vida, sendo que a perda de peso é apenas uma consequência.

Concluindo

Quando falamos de dietas para emagrecer, é necessário entender o que torna essas dietas eficazes no longo prazo.

E aí fica mais fácil escolher estilos de alimentação sustentáveis e emagrecedores, como os aqui sugeridos.

A não ser que você queira montar sua banda de forró, como falei anteriormente.

Mas depois não diga que não avisei…

 


Referências:

1- Sustainable diets: the Mediterranean diet as an example.

2- Working toward Healthy and Sustainable Diets: The “Double Pyramid Model” Developed by the Barilla Center for Food and Nutrition to Raise Awareness about the Environmental and Nutritional Impact of Foods

3- Low-carbohydrate diets: nutritional and physiological aspects.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

2 disseram o que pensam. Agora é sua vez.

  1. Penso que emagrecer é fácil, o difícil é manter por muito tempo o peso perdido com dietas.

  2. É o mal do século devido ao sedentarismo e ao alto índice de compostos não orgânicos usados nas industrias alimentícias perder peso torna-se cada vez mais difícil…

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *