10 doenças ligadas à obesidade (mais de 80% dos obesos terão alguma delas).

10 doenças ligadas à obesidade (mais de 80% dos obesos terão alguma delas).

9 de maio de 2017

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), desde 1980, os níveis de obesidade no mundo duplicaram. Em 2008, 1,4 bilhões de adultos acima de 20 anos estavam acima do peso, sendo que desses, 200 milhões de homens e 300 milhões de mulheres eram obesos.

E os dados são ainda mais alarmantes, pois 65%¨da população mundial vive em países onde o sobrepeso e a obesidade matam mais do que condições relacionadas com o baixo peso. Ainda temos o fato que 40 milhões de crianças abaixo da idade de 5 anos estavam com sobrepeso em 2011.

Conforme já mencionamos aqui no site, as condições do mundo atual, superabundância de alimentos e tecnologias que favorecem o sedentarismo deram uma grande contribuição para essa verdadeira epidemia.

banner método emagrecimento fácil

O mais triste é constatar que a obesidade é algo totalmente prevenível.

Embora uma corrente afirme a existência de uma chamada “obesidade saudável”, como referido neste artigo da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (http://socerj.org.br/o-paradoxo-da-obesidade-existe-obeso-saudavel/), nada está comprovado sobre isso, não se sabe o impacto a longo prazo, e com a variância dos critérios adotados para inclusão na categoria de “obeso saudável”, a chance de alguém obeso estar fora dela é de 80%.

O próprio artigo conclui que a diretriz atual é continuar estimulando a perda de peso.

A conclusão é que isso não passa de uma desculpa para manter o status quo.

Por exemplo, infelizmente ainda existe muito preconceito com pessoas obesas, em rotulá-las preguiçosas, indisciplinadas, desleixadas, e sem falar em outros campos como empregabilidade e serem preteridas em relacionamentos amorosos.

Obviamente isso gera uma reação, mas quando essa reação inclui negar fatos – os perigos de estar acima do peso – há que se convir que ultrapassou-se o limite da razoabilidade.

Não raro pessoas obesas justificam sua “obesidade saudável” no contexto de seus exames de saúde estarem completamente normais, ou então dizendo que são mais saudáveis que muita gente magra.

banner método emagrecimento fácil

Sobre a 1a reação (eu estou saudável), o verbo foi utilizado corretamente: está. Naquele momento.

Eu gosto de dizer que nós viemos ao mundo com um “ticket” para doenças, atrelado à nossa carga genética, e o nosso meio e a falta de cuidados que tomamos com nossa saúde podem acabar nos dando outros tickets para doenças.

Imagine alguém que tem propensão genética ao câncer de pulmão e além disso se torna fumante?

Um ticket extra.

Pois então a pessoa obesa que não manifestou problema de saúde algum, não pode prever o futuro, e a probabilidade de isso acontecer é imensa, 4 em 5. Vale a pena arriscar?

Já sobre a 2a reação, a comparação com outras pessoas magras é equivocada.

Seres diferentes não devem ser comparados, então a comparação certa seria entre você obeso e você magro, ponto.

E pode apostar que o magro levará vantagem na imensa maioria dos casos.

Isto posto, passemos então aos 10 principais problemas de saúde ligados à obesidade.

Se preferir, assista a versão em video:

 

Aproveite e inscreva-se no nosso canal do Youtube clicando na imagem abaixo

Veja os 10 principais problemas de saúde que a obesidade pode causar:

obesidade e os seus malefícios

Os fatos concretos são os malefícios que a obesidade causa, veja os 10 principais problemas de saúde que a obesidade pode causar.

  1. Pressão alta: A hipertensão arterial é a causa primária de morte na população norte americana acima de 25 anos. Milhões de pessoas sofrem deste mal, que também é um fator de risco para doenças do coração. Para você ter uma idéia da magnitude do problema, dados da OMS indicam que 1 em cada 3 adultos no mundo tem pressão alta, e essa condição causa metade das mortes por derrames e doenças cardíacas. A pressão arterial tende a aumentar com o ganho de peso e a idade.  Quem está acima do peso e tem pressão alta, com uma perda de peso em torno de 4 quilos, pode surpreender-se com o retorno da pressão arterial a níveis seguros.
  2. Diabetes: A obesidade é considerada como um dos fatores mais significativos para o desenvolvimento de resistência à insulina, que acaba levando ao diabetes do tipo 2. De acordo com a OMS, mais de 90% dos diabéticos no mundo tem esse tipo da doença. Estar acima do peso ou obeso contribui para o diabetes por tornar as células mais resistentes aos efeitos da insulina. Uma perda de peso de 7 a 9 quilos ajuda muito a diminuir este risco.
  3. Doenças do coração: Obesidade é um fator importante de risco para desenvolvimento de doença coronariana, que pode levar a um ataque cardíaco. Quem está acima do peso tem risco aumentado de sofrer um ataque cardíaco antes dos 45 anos. Adolescentes obesos têm uma chance maior de ter um ataque cardíaco antes dos 35 anos do que adolescentes não obesos. Assim como no caso do diabetes, perder 7 a 9 quilos ajuda a reduzir o risco de doenças do coração. E exercitar-se regularmente reduz ainda mais este risco.
  4. Colesterol elevado: É uma das principais causas de ataques cardíacos. O tipo de colesterol que está envolvido no aumento deste risco é o LDL. Quando seus níveis aumentam, o risco de doenças coronarianas sobe 20%. E, novamente, perder peso ajuda a jogar estes níveis de LDL para baixo.
  5. Câncer: Estar acima do peso aumenta as chances de desenvolver inúmeros tipos de câncer em 50%. Mulheres obesas, por exemplo, têm risco aumentado de câncer de endométrio. Outros dados sobre esses riscos estão neste artigo do National Cancer Institute dos EUA.
  6. Infertilidade: Estar obeso pode causar mudanças nos níveis hormonais das mulheres, que podem resultar em insuficiência ovariana. Mulheres acima do peso estão em risco mais elevado de ter problemas de infertidade, assim como câncer de ovário. Nosso organismo deve estar em um peso adequado para produzir a quantidade certa de hormônios e regular a ovulação e menstruação.Para se ter uma idéia, veja as conclusões deste estudo: Um índice de massa corporal elevado tem associação com subfertilidade ovulatória e infertilidade anovulatória; Mulheres acima do peso e obesas têm resultados piores quando submetidas a tratamentos de fertilidade, inclusive respondem de forma ruim à indução ovulatória com clomifeno e precisam de doses maiores de gonadrotrofinas para a indução da ovulação e superovulação;  o estímulo ovariano para a reprodução assistida produz menos folículos, resultando no desenvolvimento de menos óvulos; as taxas de fertilização são menores e a qualidade do embrião é pior em mulheres obesas, mesmo jovens;  em alguns estudos, as taxas de gravidez são menores e há um risco aumentado de aborto espontâneo precoce. e finalmente, a perda de peso regulariza os ciclos menstruais e aumenta a chance de ovulação espontânea e concepção, em mulheres previamente com sobrepeso ou obesas que eram anovulatórias.E não pense que homens são imunes à infertilidade, pois homens obesos têm chance maior de desenvolver problemas de mobilidade e baixa contagem espermática.
  7. Dor lombar: A obesidade é um dos fatores que mais contribuem para dores lombares e articulares. O peso excessivo pode causar lesões nas partes mais vulneráveis da coluna, que carregam o peso corporal. Quando essas partes precisam sustentar o peso excessivo, as chances de ter uma lesão espinhal ou dano estrutural aumentam. Estar acima do peso também aumenta o risco de desenvolver osteoporose, dor lombar, artrite e osteoartrose.
  8. Infecções de pele: Obesos e indivíduos acima do peso podem ter dobras na pele. Essas dobras podem ficar irritadas pelo atrito e suor, o que em última análise leva a infecções de pele.
  9. Úlceras: De acordo com estudo do National Institute of Health (NIH), a obesidade pode ser um fator contribuinte para o desenvolvimento de úlceras gástricas. Estas ocorrem quando existe um desequilíbrio no estômago, com predomínio do conteúdo ácido secretado. O risco é maior no caso dos homens.
  10. Pedras na vesícula biliar: Estar muito acima do peso aumenta o risco de desenvolver pedras na vesícula, especialmente nas mulheres. Elas ocorrem quando o fígado elimina uma quantidade elevada de bile, a qual é armazenada na vesícula biliar. A bile tem a função de ajudar a dissolver as gorduras, e uma dieta rica em gorduras aumenta a sua produção. As pedras na vesícula são mais comuns em mulheres mais velhas, e com história familiar da doença.

Como vimos, não são poucos os problemas de saúde que podem advir da obesidade, e tendo em vista que é algo totalmente passível de prevenção, não há desculpas. Afinal, prevenir é sempre melhor do que remediar.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

15 disseram o que pensam. Agora é sua vez.

  1. Muito bom essa matéria, eu gostei muito, estou acima do peso e sinto a maioria desses sintomas, tem horas que sinto que vou infarta com tanta falta de ar, não aguento subir nem dois lances de escada. estou mal!
    sei que estou obesa, mas sei também que emagrecer não e fácil se fosse não tinha ninguém gordo!

    • Nany, o erro que muita gente comete é tentar emagrecer rápido, mudando vários hábitos de uma vez só. Isso acaba por causar um tilt no nosso cérebro, que vai tentar sabotar nossos esforços de todas as maneiras possíveis. Tristeza, fome, etc, tudo isso acaba acontecendo.

      Por isso a solução é sempre ir devagar. Por exemplo, nos exercícios. Você deve ficar muito cansada fazendo, portanto, o ideal é começar leve. Caminhada, nem que seja por 10 minutos. Aos poucos você verá que seu condicionamento vai melhorar e pode ir aumentando o ritmo.

      E com a comida é a mesma coisa. Não corte tudo de uma vez só. Se você bebe muito refrigerante, e resolve tirar tudo de uma vez, vai sentir uma falta enorme. Uma dica boa é diminuir um pouco só, por exemplo, se você bebe 3 latas por dia, passe a beber duas, por uma ou duas semanas. Depois retire mais uma… Deu pra perceber, né?

      O emagrecimento feito dessa forma é mais lento, mas em compensação, as chances de dar certo são ENORMES.

      Obrigado pelo comentário!

  2. gostei muito do conteldo obesidade

  3. goste muito desse site

  4. Nem entre todos os sitrs que procurei essas notícias,o melhor foi esse.Tenho 36 anos,trabalho no empresa models e estou procurando alguém obeso para fazer uma entrevista, e talvés consigo melhorqr o prso da pessoa e essa pessoa se torna modelo.

  5. E bom dimimuir um pouco de gordura

  6. Acho bom sempre estar dentro do peso e com saúde

  7. tenho 35 anos,sou obesa e tenho uma duficuldade imensa de emagrecer, nao tenho pressao alta, colesterol,problema cardiaco,cancer e etc. mais sei que posso desenvolver a qualquer momento. dad doencas citadas aqui estou comecando a sentir as articulacoes no joelho, moro onde tem um lance grande de escada mais nunca senti falta de ar por subir ou descer, e sei que metade de disso se deve a minha vida sedentaria, pois trabalho a muito tempo na madrugada e me alimento em horarios incorretos por exemplo meu almoco e 19:00hs durmo ao dia ate 13:00 e tomi cafe e saio pra trabalhar novamente de 14:00hs ate as 22:00hs e depois 0:00hs as 06:20hs da manha, tenho um massa corporal que retem muito liquido, faco pouco xixi e trabalho muito tempo sentada e ao contrario do que as pessoas pensam nao gosto de doces e nem de gorduras ,mais gosto de algo muito pior adoro uma cerveja no fim de semana. e entao me ajude qual a melhor forma de emagrecer?

    • Na minha opinião você provavelmente exagera atualmente nos carboidratos. Mesmo que não coma doce ou gorduras, mas coisas como arroz, massas e afins acabam disparando os sinais para engordar.

      Dê uma lida nesse artigo: http://comeceaemagrecer.com.br/dieta-cetogenica, eu acho que o caminho é por aí, para você sair dessa.

  8. Boa noite acho muito bom q a pessoa obesa emagreça com saúde e não fazendo como muitos por ai, que tomam varios tipos de medicamentos sem restrição médicas,sopas, sucos.Tem que emagrcer com saúde sabendo q é um grande benefício p o obeso mesmo.

  9. muito bom agora vou me cuidar bastante

  10. muito bom agora vou me cuidar bastante para emagrecer e não pegar essas doenças. obrigado

  11. obesidade é coisa séria se cuidem

  12. esse site é ótimo obrigado

  13. pow adorei ler essa pagina,gosto muito de atividades físicas ,mais não faço esforço q sei q posso e q vc também pode …

Trackbacks/Pingbacks

  1. Causas da obesidade: as 9 principais. - […] obesidade é um dos principais problemas de saúde no mundo. Já comentamos sobre as consequências desta, mas hoje falaremos…
  2. Emagrecimento X Obesidade De Graça - […] 10 doenças ligadas à obesidade | Comece a Emagrecer – Os fatos concretos são os malefícios que a obesidade…
  3. Endomorfo: emagrecer está longe de ser uma missão impossível. E você tem uma vantagem que será incrivelmente útil. – Comece a Emagrecer - […] Como hoje os tempos são outros, de abundância de comida, essa característica já não é tão favorável assim. E…
  4. Glúten engorda (pior, vicia também). – Comece a Emagrecer - […] para que os produtos derivados do trigo, e não apenas o glúten, sejam os maiores contribuintes da obesidade, diabetes,…

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *