Efeito platô: como escapar e emagrecer.

Efeito platô: como escapar e emagrecer.

2 de março de 2016

Quem faz dieta já deve ter passado pelo chamado efeito platô, mesmo que não soubesse que para o ocorrido havia até uma expressão.

Trata-se do fato de estabilizar o peso depois de ter iniciado uma dieta e ter conseguido eliminar alguns quilos.

Neste artigo você vai descobrir:

banner método emagrecimento fácil

1- O que é um platô de perda de peso

2- Por que isso acontece

3- Como nosso organismo foi programado para reagir ao emagrecimento

4- Quais são os critérios que definem um efeito platô

5- O que você deve determinar para saber se é efeito platô ou não

6- O que fazer para sair do efeito platô

7- Qual a crença que você deve eliminar se não quiser sofrer com o efeito platô

Ou seja, você inicia um cardápio com quantidade reduzida de calorias, se exercita, segue novos hábitos e perde peso.

banner método emagrecimento fácil

As pessoas se animam logo que perdem os primeiros quilinhos indesejáveis.

Porém, depois de alguns dias, por volta de uma semana, por mais que se mantenha a redução de comida ingerida por dia e a atividade física frequente, o peso simplesmente estaciona e você não consegue mais emagrecer.

A partir daí fica mais difícil perder peso e, para isso, existe uma explicação.

 

Efeito platô: uma adaptação do organismo.

efeito platô: as raizes

Ao longo dos séculos, desde a época do homem das cavernas, o organismo aprendeu a se adaptar às novas condições e, inclusive, à falta de alimento.

O que na verdade era a condição básica do ser humano, a escassez de comida.

Podemos dizer que 99% da história da humanidade na face da Terra, era difícil obter os nutrientes necessários para a sobrevivência.

Apenas do século XX para cá, há uma superoferta alimentícia.

O que isso significa? Que ao longo da história da humanidade na Terra, durante milhares e milhares de anos, os seres humanos passaram por verdadeiras “seleções naturais”, e quem sobreviveu e passou sua genética adiante, grosso modo precisou estar apto para tal.

E isso não vai ser alterado em um período de 100 anos. Portanto, nossos organismos ainda agem como os dos nossos antepassados distantes.

E como isso funcionava?

O grande desafio para o homem pré-histórico era o manejo dos níveis de energia.

Com a comida escassa, o organismo humano “aprendeu” a economizar essa energia, no período de vacas magras.

Isso foi essencial para nossa sobrevivência, e tem tudo a ver com a origem do efeito platô.

Assim, quando uma pessoa inicia uma dieta, é como se ativasse uma memória genética, um sinal de emergência.

O corpo julga que a disponibilidade de alimentos diminuiu ao seu redor e aciona o mecanismo para que consiga sobreviver: desacelera o metabolismo, a fim de reservar energia para o funcionamento pelo menos dos seus órgãos vitais.

Com isso, o corpo gasta menos energia e, por consequência, a dieta começa a não surtir mais efeito.

Fazer exercícios de maneira excessiva também pode causar o mesmo efeito, bem como beber pouco líquido por muito tempo e mesmo fazer jejum prolongado.

É como se fosse apertado o botão de alerta e o corpo tivesse que tomar medidas urgentes para garantir a sua sobrevivência.

Confira o infográfico abaixo:

infografico efeito plato

Clique na imagem para ampliar

 

Atingi um platô. E agora?

Muita gente acha que, se não perdeu peso em um determinado período curto, está sofrendo o efeito platô.

E não poderiam estar mais enganados.

Um platô significa um período de tempo alongado (leia-se mais de 3  semanas), onde você não perde peso (de acordo com a balança que você usa), e tampouco perde medidas (circunferência abdominal, cintura) de acordo com a fita métrica.

Importante lembrar que você pesar-se sempre com a mesma balança.

Usar balanças diferentes pode ter efeito ruim, porque elas provavelmente vão mostrar resultados diferentes.

E de preferência no mesmo dia e horário toda semana, e em jejum, assim que acordar. Dessa forma, um copo de água não vai afetar sua medida.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

E não se trata de um verdadeiro platô de perda de peso se essa “estabilidade” não permanecer por 3 semanas ou mais.

Se não for o caso, basta continuar o que você estava fazendo, e os números vão voltar a cair.

Vale lembrar que é normal o ritmo de perda de peso se reduzir ao longo do processo, e isso não é algo errado que necessite conserto.

Considere também o balanço de líquidos em nosso corpo.

Mesmo depois de começar uma dieta, seu peso pode sofrer variações acentuadas, isso de um dia para o outro, simplesmente por alterações na sua hidratação.

Este equilíbrio é afetado por coisas como a temperatura externa, ou sua ingesta de líquidos e sal.

Nas mulheres, em até 10 dias antes do começo da menstruação, seu organismo pode reter mais água que o usual, o que vai afetar totalmente a pesagem.

O importante é não se desesperar se não perder peso nesses dias.

Nada de “aaaai meu Deus, eu me esforcei tanto, quer saber, vou comer uma pizza”.

Seu corpo simplesmente está retendo mais líquidos, e isso vai se normalizar, com a inevitável volta do ritmo de perda de peso.

Isso claro, se você continuar fazendo o que tem que ser feito.

Então tudo o que foi listado acima está descartado, e realmente o efeito platô te pegou de jeito.

 

Como driblar o efeito platô e emagrecer.

como driblar o efeito platô 

Para evitar que ocorra o efeito platô e os seus planos de emagrecimento sejam prejudicados é importante ter alguns cuidados.

Entre eles, ficar longe das dietas restritivas, que oferecem um cardápio muito diferente do que a pessoa está acostumada a ingerir.

Dessa forma, há uma mudança brusca em sua dieta, o que para o organismo vai ser um aviso de que deve ficar em alerta, gastando a menor quantidade possível de energia.

Beber muito líquido; fazer atividades físicas de acordo com o seu condicionamento físico; alimentar-se várias vezes ao dia, em porções menores, para o corpo não sentir muita fome, o que vai fazer com que ele queira comer mais; e escolher alimentos saudáveis são maneiras de não deixar o efeito platô dar as caras e prejudicar a perda de peso.

Não ter boas noites de sono e nem dormir o suficiente, em torno de oito horas todos os dias, bem como sofrer de estresse são quadros que também podem causar no organismo o mesmo efeito.

Em última análise, isso eleva os níveis de cortisol, hormônio que pode fazer você estancar ou até ganhar peso.

Por isso, é importante optar pela reeducação alimentar, que não exige mudanças radicais em relação aos hábitos alimentares, mas sim, prioriza a absorção de atitudes saudáveis ao cotidiano de forma gradativa.

A reeducação alimentar não vai proporcionar um emagrecimento rápido, mas sim, ajudar o organismo a se adaptar, sem pensar que deva armazenar energia.

Por outro lado, depois de emagrecer fica muito mais fácil manter o peso ideal.

Da mesma forma, quem tinha um estilo de vida sedentário e vai iniciar atividades físicas regulares não pode exagerar na dose, é preciso aos poucos aumentar a carga do treino.

Com isso, o corpo não vai se acomodar, não sofre o efeito platô e nem se desgasta desnecessariamente.

efeito platô dica drm

Não ter esse cuidado aumenta o risco ainda de lesões.

Por isso, muitas vezes, é indicado o acompanhamento de profissionais capacitados.

Um nutricionista que vai propor uma dieta de acordo com as necessidades nutricionais de cada pessoa e um educador físico para propor treinos personalizados, que vão ao encontro dos objetivos traçados por cada indivíduo na busca da perda de peso.

Concluindo sobre o efeito platô.

Um grande problema é que as pessoas acham que a perda de peso é algo linear.

Não poderiam estar mais enganadas.

O caminho para o emagrecimento se parece mais com uma estrada cheia de subidas e descidas.

O mais importante é ter esse conhecimento sobre efeito platô, e agir de acordo.

Dessa forma você conseguirá superar os “quebra-molas” da estrada, e chegar no seu destino final.

 

Referências:

1-Adaptive reduction in thermogenesis and resistance to lose fat in obese men

2- Effect of dietary adherence on the body weight plateau: a mathematical model incorporating intermittent compliance with energy intake prescription.

3-Psychobiological effects observed in obese men experiencing body weight loss plateau.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

Uma pessoa comentou aqui

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *