Fast food: por que você está se matando aos poucos.

Fast food: por que você está se matando aos poucos.

28 de março de 2017

Embora ainda seja uma febre em muitos países, já estão mais do que provados os malefícios do fast food.

Entre outros motivos,uma razão é o seu alto teor de gordura e carboidratos.

Neste artigo, você vai descobrir: 

banner método emagrecimento fácil

1- Os problemas de se ingerir fast food

2- Mais problemas de se ingerir fast food

3- Ainda mais problemas de se ingerir fast food

4- Por que o fast food é tão calórico mas nada nutritivo

5- Como você pode estar contruibuindo para a exploração de pessoas inocentes ao consumir fast food

6- Um infográfico mostrando a assustadora evolução do tamanho das porções de fast food

7- Como o fast food pode tornar você em um zumbi obeso viciado (e enriquecer os fabricantes)

banner método emagrecimento fácil

8- 5 perguntas que farão você descobrir se tem dependência de fast food

9- A importância de saber exatamente o que colocamos na boca

Assista a versão em video:

 

Aproveite e inscreva-se no nosso canal do Youtube clicando na imagem abaixo

Os milhares de problemas do fast food

Além disso, é pouco nutritivo, mas muito calórico.

Para ter ideia, uma refeição típica de um restaurante de fast food, uma porção de batatas fritas e um cheeseburger, possui cerca de 1.000 calorias.

Essa quantidade é aproximadamente metade da ingestão diária recomendada.

Por outro lado, vende-se a ideia de que é um lanche rápido, que combina com a vida moderna, onde não se tem tempo para preparar as refeições ou buscar opções mais saudáveis.

Essa propaganda é mais forte do que da importância de uma alimentação nutritiva e as pessoas acabam sucumbindo à tentação da comodidade.

Como consequência da ingestão exagerada de fast food estão muitos problemas de saúde, porém, o mais visível é a obesidade generalizada.

E pior: embora obesas, as pessoas têm carência de nutrientes, por incrível que pareça.

Por causa da longa cadeia de abastecimento, através do qual as cadeias de fast food operam, a manipulação e fornecimento da carne são muito difíceis de controlar.

Esse problema permanece sem solução.

Além dos motivos relacionados à saúde que justificam a redução na hora de comer fast food, outra razão para evitar esse tipo de comida é que a indústria do fast food não emprega bem os seus funcionários.

Nas grandes redes é comum encontrar adolescentes e/ou estudantes que trabalham meio turno e mesmo adultos que aceitam salários baixos.

Há casos generalizados em que trabalhadores eram forçados a fazer hora extra sem remuneração.

O setor agrícola também sofre com as cadeias de fast food, já que elas exigem muita carne e, para tanto, fazem acordos desiguais com empresas de abate.

Queira você saber ou não, aquele seu lanchinho inocente do final de semana ajuda a sustentar esse problema.

Entenda por que fast food faz mal.

fast food

Além de ricos em gordura, o fast food conta com grandes quantias de sódio e açúcar, outras razões que acabam levando à obesidade e a uma série de problemas de saúde, como artrite, diabetes e doenças cardíacas.

Como já foi dito, é um alimento muito calórico, mas pouco nutritivo, já que quase não possui vitaminas e minerais que o organismo precisa para funcionar bem.

Como resultado de uma ingestão excessiva de fast food, você pode também sentir-se cronicamente cansado, além de não ter a energia necessária para executar as mais simples tarefas diárias.

Os altos níveis de açúcar desse tipo de alimento colocam o metabolismo sob estresse.

Um exemplo é quando você come açúcar refinado, o pâncreas secreta grandes quantidades de insulina para evitar um aumento perigoso do nível de açúcar no sangue.

Mesmo os níveis de proteínas do fast food não estão em quantias suficientes, além de serem de fontes menos saudáveis.

Enquanto isso, os altos níveis de sódio desses alimentos podem provocar problemas de pressão.

O excesso de sódio pode, ainda, levar à doença renal.

O fígado é outro órgão que sofre com os altos níveis de gordura e sódio, os quais contribuem para as doenças cardíacas, uma vez que aumentam os níveis de colesterol no sangue, e acúmulo de gordura nas artérias.

Outro problema da gordura do fast food é que ela tem péssima qualidade.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

A gordura trans pode criar depósitos no fígado que, ao longo do tempo, vão provocar disfunção hepática.

E como se não bastasse, a porção média de fast food evoluiu ao longo dos anos.

Cada vez mais, as refeições aumentam de tamanho, como você pode ver no infográfico abaixo.

infografico porcoes fast food

Clique na imagem para ampliar

 

Mais razões para evitar fast food.

Estudo indicam que o fast food aciona as mesmas áreas do cérebro que as drogas.

Assim, para muitas pessoas, o vício em comida pode se tornar um problema real.

Quando isso acontece, o indivíduo perde o controle sobre suas ações.

Ele come demais desses alimentos e, simplesmente, é incapaz de parar.

Existem casos de pessoas que conseguiram parar com o uso de drogas pesadas ou de fumar, mas aí se viciaram em alimentos não saudáveis.

Dessa forma, é quase impossível para algumas pessoas manter uma dieta saudável.

O pior de tudo é que essa perda de controle é utilizada por boa parte da indústria alimentícia para faturar alto.

 

A conspiração do fast food

Imagine o seguinte cenário:

Você é dono da fábrica “LancheX”, que produz um tipo de fast food, vamos chamá-la de X-fast.

Daí você descobre que existe um pó mágico que se você colocar no seu X-fast, ele causa uma sensação tão boa em quem o come, que essa pessoa certamente vira cliente fidelizado.

Essa sensação é fruto da atuação do seu pó mágico no cérebro, onde ele vai estimular áreas ligadas ao prazer. De forma semelhante à cocaína e à heroína.

E assim como essas drogas, o pó mágico, quando passa o efeito, faz a pessoa desejá-lo mais, criando dependência.

Uma horda de consumidores dependendo do seu X-fast.

Só isso já vai torná-lo milionário em pouco tempo.

Mas aí você descobre que existem cientistas que trabalham com alimentos, no intuito de criar sabores e texturas tão intensos, que causam uma verdadeira explosão de prazer nas papilas gustativas dos consumidores.

Tão explosiva que a natureza simplesmente não tem como competir com isso. Uma salada natural, para quem come o seu produto aditivado, passa a ser intragável.

E você contrata esses cientistas para aditivar o seu agora irresistível X-fast.

Rumo ao primeiro bilhão, não?

E melhor de tudo, se te acusarem de destruir a saúde das pessoas, você pode usar o senso comum:

“Mas isso é responsabilidade individual, a pessoa tem que se controlar”.

A desculpa é perfeita, mas no fundo você sabe que essas pessoas não têm chance, se cairem no seu marketing.

(Isto é uma obra de ficção… Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência – ou não?)

fast food dica

Estou dependente de fast food?

 

Se quiser saber se está seguindo para o caminho da dependência por fast food, faça a si mesmo as cinco perguntas a seguir:

1 – Você tem desejo de comer mais mesmo depois que está satisfeito?

2 – Você se sente culpado depois de comer determinados alimentos, mesmo assim, ingere-os novamente logo depois?

3 – Você dá desculpas para si mesmo sobre o porquê você come alimentos menos benéficos?

4 – Você já tentou sem sucesso estabelecer regras a fim de comer alimentos saudáveis, mas não conseguiu?

5 – Você se sente incapaz de controlar seu consumo de certos alimentos, apesar de saber que eles estão lhe causando dano físico, como ganho de peso?

Esses são todos os sintomas típicos da dependência alimentar.

Se você respondeu afirmativamente a maioria dessas perguntas, então, você tem um problema sério.

É melhor começar a fazer algo sobre isso ou ele só vai piorar e acabar arruinando sua saúde.

 


 

 

Referências:

1- Is fast food addictive?

2- Fast-food habits, weight gain, and insulin resistance (the CARDIA study): 15-year prospective analysis.

3- The fast food and obesity link: consumption patterns and severity of obesity.

Veja Mais Sobre Como Emagrecer

Seja bem-vindo! Saiba quem somos.   Olá! Gostaríamos de te dar as boas vindas ao site. Esperamos que, aqui, você aprenda e encontre todas as informações de que precisa para cons...
Emagrecimento rápido: por que você está armando um... Um emagrecimento rápido é o que muitas dietas malucas prometem, e isso até pode acontecer.No entanto, elas não dizem quais são os verdadeiros peri...
Obesidade na adolescência: um texto obrigatório pa... Entre os problemas de saúde que acometem a população dessa nova geração está o risco com a obesidade na adolescência.Os maus hábitos, alimentação ...
Não consigo emagrecer: você nunca mais dirá essas ... Não são raros os casos de quem se aborrece porque chega a uma conclusão: não consigo emagrecer.No entanto, possivelmente a pessoa esteja cometendo...

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

Dê a sua opinião sobre emagrecimento e dietas.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dieta de 1200 calorias. | Comece a Emagrecer - […] ficar longe de alimentos pobres em nutrientes e repletos de calorias, como é o caso das frituras, fast food,…
  2. Como afinar a cintura de verdade: dieta, exercícios e tudo mais que você precisa saber. - […] entre eles, estão aquelas porcarias que você provavelmente adora botar para dentro, como fast food, doces, biscoitos, refrigerantes e…

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *