Frutos secos: por que eles são um incrível remédio que a mãe natureza nos deu para vivermos com saúde.

Frutos secos: por que eles são um incrível remédio que a mãe natureza nos deu para vivermos com saúde.

24 de novembro de 2015

Os chamados frutos secos foram, por um bom tempo, algo discriminados em matéria de alimentação saudável, especialmente por terem um teor mais elevado de gorduras, sendo consideravelmente calóricos.

Tudo o que os mais fanáticos por controle de peso detestam.

Entretanto, com as descobertas mais recentes que desmistificaram um pouco o papel da gordura na dieta, foi natural que os frutos secos tomassem o papel que lhes é de direito.

banner método emagrecimento fácil

Primeiramente vale uma distinção: neste artigo falaremos dos chamados frutos secos oleaginosos, em outras palavras, nozes, castanhas e sementes.

Convém distuinguir das frutas secas, aquelas que foram desidratadas, como por exemplo, figos, ameixas, uvas passa e afins.

São coisas completamente diferentes, especialmente no que tange ao teor de açúcar e carboidratos, e também as gorduras.

Enquanto as frutas secas são basicamente as mesmas frutas, porém sem a água, elas mantém o teor de açúcar. E normalmente são pobres em gorduras.

E quanto aos frutos secos? Outra história.

Quais são os frutos secos?

frutos secos

A lista abaixo tem diversos exemplos.

banner método emagrecimento fácil
  1. Noz;
  2. Castanha do Pará;
  3. Avelã;
  4. Pistache;
  5. Semente de pinhão;
  6. Semente de abóbora;
  7. Gergelim;
  8. Amêndoa;
  9. Macadâmia;
  10. Castanha de caju;
  11. Noz de pecã;
  12. Semente de girassol;
  13. Semente de linhaça;

OBS: Ao contrário do que muitos pensam, o amendoim não é um fruto seco. É um legume e não deve ser considerado nessa lista.

 

Os frutos secos têm muita gordura, certo?

Sim, e justamente por isso também são chamados de frutos oleaginosos.

Só que você não precisa temer essa “gordura toda”.

Os frutos secos são ricos em gorduras monoinsaturadas, que é um tipo de gordura considerada boa para sua saúde.

Essa gordura provê benefícios como redução de risco de doenças cardiovasculares, controle dos níveis de colesterol e triglicerídios, e como se não bastasse, ainda auxilia no processo de perda de peso.

Sim, porque incluindo frutos secos na sua alimentação, o teor gorduroso vai influir na sua saciedade.

Uma quantidade moderada dessas gorduras na sua dieta tem o poder de manter você sem fome por mais tempo, o que obviamente vai prevenir que você ataque a geladeira quando não deve.

E isso sem falar que as gorduras monoinsaturadas ajudam a queimar ainda mais gordura, pois ativam o metabolismo das gorduras armazenadas.

É isso mesmo, você come um pouco de gordura monoinsaturada e ela te ajuda a queimar seus pneuzinhos!

Só não vale sair comendo frutos secos como louco.

Lembre-se que a diferença entre remédio e veneno está na dose.

Os frutos secos são gordurosos, e se comer demais, eles vão é te engordar! Aprecie com moderação, sempre.

Um fator que influencia nisso é se a sua dieta contém um teor elevado de açúcares e carboidratos. E a chave para entender como funciona é um hormônio chamado insulina.

É a insulina que dispara o sinal para seu organismo armazenar a gordura da dieta.

Então temos dois possíveis cenários:

1- Você come muito carboidrato e alguns frutos secos: apesar de a gordura ajudar na saciedade, a insulina disparada pelos carboidratos vai contrabalançar isso. Ela aumentará sua fome e disparará um sinal para que essa gordura dos frutos secos seja armazenada no seu corpo.

2- Você come pouco carboidrato e alguns frutos secos: é o melhor dos mundos, porque sem o estímulo da insulina, seu corpo no máximo usará a gordura como energia instantânea. Além disso, o estímulo indireto à fome causado pela insulina não ocorre, e isso deixa o efeito saciante da gordura dos frutos secos acontecer sem sabotagens.

A lição a ser tirada aqui é que os frutos secos podem ser bastante úteis, mas sem uma “ajudinha” sua, eles não farão verão.

 

Outros nutrientes e benefícios dos frutos secos

Outra grande vantagem de consumir frutos secos é que eles são grande fonte de proteínas, fibras, vitaminas e minerais.

As nozes, por exemplo, são ricas em magnésio, cobre, zinco, cálcio, ferro e vitaminas B e E.

As avelãs, em cálcio, fósforo, potássio, magnésio e zinco.

E em geral, incluindo frutos secos na sua dieta, você vai obter vitaminas B1, B5, B9, B2, niacina, ácido fólico, vitamina E, B6, ferro, zinco, magnésio, fósforo, selénio e cobre.

Como já explicamos por diversas vezes, obtendo uma grande variedade de nutrientes, você impede seu organismo de “sentir falta”, leia-se, mandar um sinal para você parecido com a fome.

Quanto às proteínas e fibras, elas ajudam ainda mais a garantir o efeito de saciedade, que fará você comer menos ao longo do dia.

As fibras ainda tem o benefício adicional de reduzir a absorção de gorduras e de açúcares no intestino, bloqueando a formação dos chamados picos de insulina, que acabam gerando fome precoce e armazenamento de gorduras.

Já a presença de proteínas torna os frutos secos parte indispensável da dieta de vegetarianos, por exemplo.

 

Frutos secos e prevenção de doenças

Além da já mencionada redução de riscos de doenças cardiovasculares, nos níveis de colesterol e triglicerídeos, o consumo de frutos secos também apresenta impacto benéfico em relação à doenças como diabetes e certos tipos de câncer.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Outros benefícios são o combate à queda de cabelo, prevenção da formação de radicais livres e do envelhecimento precoce, melhora do humor, alívio de sintomas da TPM, fortalecimento do sistema imunológico, fortalecimento dos ossos e melhora da memória.

Como consumir frutos secos

Saiba como consumir frutos secos.

Frutos secos fazem bem até certo ponto. A palavra é moderação.

A palavra é moderação.

Vale lembrar novamente que os frutos secos possuem quantidade considerável de calorias, portanto, o consumo exagerado vai acabar engordando. Mesmo com uma dieta restrita em carboidratos.

Frutos secos são bastante práticos e convenientes para transportar.

Um saquinho pequeno ou potinho e pronto, você pode carregá-los para qualquer lugar e com isso ter um lanche prático e saudável.

Outra dica é adicionar no máximo um punhado delas às mais diversas refeições que você faz, especialmente no café da manhã.

Prefira os frutos secos no estado mais natural possível, evitando os salgados e temperados.

A quantidade “correta” a ser consumida varia, de acordo com cada fruto seco.

Uma boa regra geral é não ultrapassar uma ou duas porções por dia. Uma porção, em geral, é a quantidade dos frutos secos que cabe na palma da sua mão.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *