Laticinios fazem bem! Garantido!

Laticinios fazem bem! Garantido!

18 de maio de 2016

Os laticínios estão em uma categoria de alimentos que sempre gera muitas polêmicas quanto a serem saudáveis ou não.

Os alimentos que integram esta classe, como o leite, são apreciados pelas organizações de saúde como essenciais para a saúde óssea.

Neste artigo, você vai descobrir: 

banner método emagrecimento fácil

1- Por que, apesar de não ser um alimento natural para adultos, hoje em dia estamos adaptados ao leite

2- Por que acontece a intolerância à lactose

3- Os nutrientes contidos nos laticínios

4- Por que procurar os laticínios sem gordura pode… engordar

5- Por que laticínios são benéficos no combate à osteoporose

Por outro lado, há especialistas que discordam disso, uma vez que acreditam que os produtos lácteos são prejudiciais e, portanto, devem ser evitados.

Naturalmente, nem todos os produtos lácteos são iguais, inclusive no que diz respeito ao modo como a matéria prima foi processada.

Além disso, como acontece em outros casos, os efeitos na saúde também dependem do indivíduo.

banner método emagrecimento fácil

Já um argumento comum contra produtos lácteos é que os seres humanos são a única espécie que consome leite na idade adulta.

Nos tempos mais antigos, os seres humanos só bebiam leite quando bebês.

Eles não consumiam produtos lácteos como hoje.

De certa forma, do ponto de vista evolutivo não faz sentido ingerir os laticínios, pois eles não são necessários para o bem estar.

Por outro lado, existem os argumentos de que as pessoas os consomem há milhares de anos e, com isso, os genes acabaram sendo alterados para acomodar os produtos lácteos na dieta.

O fato de alguns de nós sermos geneticamente adaptados para comer laticínios é um argumento muito convincente para ele ser necessário.

Sobre a intolerância à lactose.

O principal carboidrato em laticínios é a lactose, um tipo de “açúcar do leite”, constituído de glicose e galactose, dois açúcares simples.

Quando somos crianças, nossos corpos produzem uma enzima digestiva chamada lactase, que quebra a lactose do leite da mãe.

Mas muitas pessoas perdem a capacidade de fazer isso na idade adulta.

Na verdade, em torno de 75% da população do mundo é incapaz de quebrar a lactose na vida adulta, um fenômeno chamado de intolerância à lactose.

Porém, essa intolerância é rara na América do Norte, Europa e Austrália, mas muito comum na África, Ásia e América do Sul.

As pessoas que são intolerantes à lactose têm sintomas digestivos quando consomem produtos lácteos, entre eles, náuseas, vômitos, diarreia e outros.

No entanto, tenha em mente que as pessoas com intolerância à lactose, por vezes, podem consumir laticínios fermentados (como iogurte) ou produtos lácteos ricos em gordura, como manteiga.

Há também quem pode ser alérgico a outros componentes do leite, como proteínas.

Isto é bastante comum em crianças, mas raro em adultos.

 

Nutrição e os produtos lácteos.

laticínios

O leite contém todas as proteínas, ácidos graxos e micronutrientes necessários para alimentar um vitelo crescente.

Levando em consideração que os músculos humanos, células e órgãos são “semelhantes” aos de um bezerro, faz sentido que os produtos lácteos sejam importantes para a dieta de humanos.

Um único copo de leite contém cerca de 280mg de cálcio, além de vitaminas D, B12 e riboflavina (B2), potássio e fósforo em quantidades significativas.

Ele também contém quantidades importantes de vitaminas A, B1 e B6, selénio, zinco e magnésio.

Esse mesmo copo possui ainda em torno de 146 calorias, 8 gramas de gordura, 8 gramas de proteína animal e 13 gramas de carboidratos.

Embora o leite seja muito nutritivo e constituído por um pouco de quase tudo o que precisamos, existem muitos tipos diferentes de produtos lácteos, como produtos lácteos gordos, como queijo e manteiga, que são bastante diferentes do leite.

A composição de nutrientes também varia de acordo com o que as vacas comeram e como elas foram criadas, especialmente quando se trata dos componentes gordurosos.

A composição da gordura do leite é, na verdade, muito complexa, sendo que consiste em centenas de diferentes ácidos graxos.

Muitos deles são bioativos e podem ter efeitos poderosos sobre a saúde.

Para ter uma ideia, vacas que são criadas em pastos e se alimentam de capim têm mais ácidos graxos como o ômega-3 e o ácido linoléico conjugado, ambos muito importantes para o organismo.

Os laticínios também possuem maior teor de vitaminas lipossolúveis, especialmente a vitamina K2, um nutriente que é extremamente importante para regular o metabolismo do cálcio e tem grandes benefícios para a saúde óssea e coração.

Por outro lado, as gorduras saudáveis e vitaminas solúveis em gordura não estão presentes em produtos lácteos com baixo teor de gordura ou com zero gordura.

Essas opções, aliás, não são nada saudáveis, pois recebem muito açúcar para compensar a falta de sabor causado pela remoção da gordura.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Por tanto tempo vilanizou-se a gordura, que isso acabou levando à retirada dela.

Só que para compensar, entram os carboidratos, e eles contribuem para o ganho de peso.

Uma das razões é que gordura faz você comer menos, pois sacia.

Confira o infográfico abaixo, que mostra a incidência de acúmulo de gordura abdominal de acordo com o tipo de laticínio ingerido:

laticinios infografico

Clique na imagem para ampliar

Mais benefícios dos laticínios.

A maioria das organizações de saúde recomenda que as pessoas consumam de duas a três porções de produtos lácteos por dia, a fim de obter cálcio suficiente para os ossos.

Porém, especialistas afirmam que países onde o consumo de produtos lácteos é baixo, muitas vezes têm baixas taxas de osteoporose, enquanto os países que consomem grande quantidade de produtos lácteos, como os Estados Unidos, geralmente têm altas taxas de osteoporose.

Todavia, existem muitas outras diferentes entre os países, sendo que esse argumento não é suficiente para provar que produtos lácteos provoquem osteoporose.

A grande maioria das evidências mostra, inclusive, que os laticínios melhoram a densidade óssea, reduzem a osteoporose e o risco de fraturas em idosos.

 


 

Referências: 

1- The survival advantage of milk and dairy consumption: an overview of evidence from cohort studies of vascular diseases, diabetes and cancer.

2- Milk and meat in our diet: good or bad for health?

3- Lactose intolerance: diagnosis, genetic, and clinical factors

Veja Mais Sobre Como Emagrecer

Como escolher o melhor programa de emagrecimento. Na hora de perder peso é importante ter um programa de emagrecimento personalizado.Apesar de termos muitas soluções pasteurizadas por aí, onde é f...
Ômega 6: o vilão que está te matando sem você sabe... Hoje em dia, tem se tornado comum as pessoas comerem demais alimentos ricos em ácidos graxos, como o Ômega 6. Ao mesmo tempo, o consumo de alimentos d...
Kefir emagrece: um superalimento com baixo teor ca... Você já ouviu falar do kefir?Se não, está mais do que na hora, pois ele pode ser um poderoso aliado na sua luta contra o excesso de peso.Neste...
Como ter uma boa alimentação em 8 passos simples (... Vamos falar sobre como ter uma boa alimentação?Já abordamos a questão de uma alimentação balanceada aqui no Comece a Emagrecer, mas nunca é demais...

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

2 disseram o que pensam. Agora é sua vez.

  1. Gostei do vídeo, entretanto não costumo consumir nenhum destes produtos que foram citados e além disso, no peparao de meus alimentos somente uso óleo de oliva, banha e gordura de coco. Por outro lado sou apreciador da cerveja e de vez em quando uma dose ou duas de destilado.
    Tá difícil.
    Grato.

  2. Penso que é o caminho para se ter uma saúde controlada, entretanto existe dietas que simplesmente não tem como seguir. Já pratiquei todas, low carb, atkison, porém nenhuma me fez perder nada de peso, além de ser praticante no mínimo de sete horas semanais de academia, pilates e caminhadas.
    Att.

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *