Metabolismo lento: Verdade ou não, descubra a única coisa que interessa (e que resolve) a respeito.

Metabolismo lento: Verdade ou não, descubra a única coisa que interessa (e que resolve) a respeito.

11 de Maio de 2017

Quem está com dificuldades para perder peso frequentemente coloca a culpa no seu “baixo metabolismo” ou metabolismo lento.

Então, esta é uma barreira real para perder peso, ou a culpa na verdade é do excesso de comida e falta de exercícios?

O que é metabolismo

o que é metabolismo

Metabolismo é o nome popular dado para a taxa metabólica.

Metabolismo é o nome popular dado para a taxa metabólica.

banner método emagrecimento fácil

Esta é a energia, medida em kilojoules, que um indivíduo gasta em um dia, apenas para manter o corpo em funcionamento.

A mantenção da temperatura corporal, respiração, circulação do sangue e células reparadoras são requisitos fundamentais para um corpo saudável. Esses processos estão acontecendo o tempo todo, e consomem energia.

O seu metabolismo basal representa a quantidade mínima de energia que você precisa apenas para existir, sem qualquer atividade relativa à digestão ou absorção de comida.

O metabolismo basal representa o maior componente de todos os seus gastos energéticos, e constitui em torno de 2/3 das necessidades energéticas de um adulto médio.

Assista a versão em vídeo:

banner método emagrecimento fácil

 

Aproveite e inscreva-se no nosso canal do Youtube clicando na imagem abaixo

A mensuração adequada do metabolismo basal só pode ser feita através da comparação do oxigênio respirado com o dióxido de carbono expirado. O indivíduo deve estar em total repouso, e desta forma, essas medidas são geralmente feitas pela manhã, após um jejum noturno, com a pessoa deitada em ambiente confortável.

Seu metabolismo basal é influenciado pela composição do seu corpo. O músculo requer mais energia para funcionar do que gordura. Este é o motivo pelo qual homens, que tem mais músculos que mulheres, geralmente terão um metabolismo basal maior. Outros fatores incluem:

  • Altura: Quanto maior, maior o metabolismo basal, por ter mais área de pele para perda de calor
  • Crescimento durante a gravidez ou infância
  • Febre e stress
  • Nicotina e cafeína
  • Temperatura externa (tanto calor como frio aumentam o metabolismo basal)

À medida que envelhecemos, tendemos a ganhar gordura e perder músculo. Isto é uma das explicações pelas quais o seu metabolismo basal tende a diminuir com a idade. Jejum, fome e o sono também diminuem o metabolismo.

Existem diversas formas de calcular seu metabolismo basal, baseadas em idade, sexo e peso corporal. Mas em se tratando de perda de peso, saber qual é o metabolismo basal não tem qualquer importância.

Se você quer perder e sua dieta e atividade física atuais não estão ajudando, então você precisa simplesmente ajustar sua dieta ou exercitar-se mais, preferencialmente ambos.

Pessoas que comem muito e não engordam

metabolismo e pessoas que não engordam.

“Comer muito e não engordar”. Eis uma crença muito difundida, mas não tão verdadeira assim.

Já ouviu falar de indivíduos que comem muito e não engordam?

É uma crença muito difundida, mas não tão verdadeira assim.

Por exemplo, pessoas com o somatotipo ectomorfo podem se encaixar nesse perfil, mas é difícil encontrar alguém puramente ectomorfo.

Se você de fato tem um metabolismo mais baixo, você precisará de menos calorias que outras pessoas para que seu corpo exerça suas funções básicas.

Porém, essa diferença, em termos de calorias, não passa de um biscoito cracker com um pequeno pedaço de queijo por dia.

Certamente isso não explica porque o seu amigo pode comer aquela porção extra de batatas fritas quando você não pode, pois o metabolismo dele não é muito mais alto que o seu.

A real razão pela qual ele não ganha peso é porque certamente não come tanta comida quanto você, no total geral, ou come de forma mais saudável.

Sem falar que você não sabe o nível de atividade física dele, não é? Pode ser muito maior que o seu.

A maioria dos cientistas que estudam o metabolismo concorda que, qualquer um que coma muito, vai ganhar peso.

Então, aquele seu amigo super magro muito provavelmente está cortando quantidade em outras refeições e lanches, para compensar.

Alguns estudos com voluntários naturalmente magros tentaram fazer com que estes aumentassem a quantidade global de alimentos que ingeriam, e o resultado foi que eles tiveram problemas para conseguir comer muito em todas as refeições.

Seus instintos faziam com que eles automaticamente balanceassem a quantidade de alimentos ingeridos.

Outra crença muito difundida é que quando você está fazendo dieta, o seu metabolismo desacelera tanto que você tende a atingir um platô, e você não consegue perder mais peso.

Há um pouco de sentido nisso, mas só um pouco.

Seu organismo realmente vai entrar em modo de economia, em caso de perdas prolongadas de peso.

Só que isso causa apenas 30% de redução calórica. Por exemplo, digamos que você esteja em um déficit de 1000 calorias por dia.

Com 30% de redução esperada do seu metabolismo, ou seja, por volta de 330 calorias, você ainda estará queimando 670 calorias, o equivalente a perder 0,5kg por semana, contra 0,8kg.

Ou seja, isso explica porque o ritmo de perda de peso diminui, mas não justifica a formação de um platô na perda de peso.

E como já falamos nesse artigo sobre perda de peso, as causas quase sempre estarão relacionadas ao que você ingere ou ao quanto se exercita. Raras exceções, e nenhuma delas se encaixa na questão do baixo metabolismo.

Mas então, um metabolismo lento pode ser responsabilizado pelo ganho de peso?

Sim, até pode.

Mas apenas no caso de doenças endócrinas constatadas, como o hipotireoidismo e a síndrome de Cushing.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Se você não tem essas doenças, pare de colocar a culpa em um suposto metabolismo lento, pois não é o caso.

Um fato interessante é que quem está acima do peso, na verdade, tem um metabolismo basal maior se comparado com quem está com peso normal.

E se engordarem, seu metabolismo vai aumentar ainda mais. Quando alguém ganha mais peso por armazenar mais gordura, o corpo precisa dar suporte a toda essa massa extra.

É como se você precisasse viver com um peso de 20kg amarrado na sua cintura.

Você teria dificuldades para lidar com isso nas primeiras semanas, mas ao longo do tempo, teria desenvolvido mais músculos, especialmente nas pernas, para ajudar nesse trabalho.

Mais músculo é igual a um metabolismo maior em repouso.

Adicionamente, com o aumento do tamanho corporal, também há um aumento no tamanho dos órgãos internos e volume de líquidos, o que aumenta ainda mais o metabolismo.

Outra razão comum de culpar o metabolismo pelo ganho de peso, é a percepção que alguém obeso come pouco e ainda ganha peso.

Na verdade, pesquisas demonstraram que a tendência é que a pessoa tenha comido mais do que pensa, e tipicamente vai relatar ter comido menos do que comeu, à medida que o peso aumenta.

A percepção do que é uma porção adequada de determinado alimento varia, e pode acabar num fenômeno chamado distorção de porções.

Ao longo dos anos, os pratos aumentaram de tamanho, restaurantes servem porções imensas para oferecer mais valor ao cliente, e também somos educados desde pequneos para evitar a fome a qualquer custo, com uma oferta abundante de alimentos.

Isto tem um preço, que pode ser visto em restaurantes à quilo, com um monte de gente empilhando montanhas de alimentos nos seus pratos. Superestimam o tamanho de uma porção.

E quanto maior for a pessoa, maior a tendência a superestimar o que é uma porção adequada de alimentos.

Mas é possível acelerar o metabolismo?

Construir músculo é uma forma de aumentar o metabolismo.

Uma forma de acelerar o metabolismo, no longo prazo, é construir massa muscular.

Existem muitas pílulas, suplementos, e alimentos que dizem acelerar o metabolismo e queimar gordura. Só que a maioria não tem qualquer comprovação.

Algumas substâncias,como a cafeína, têm sim um pequeno efeito, mas não de forma que sirvam como suplemento.

Em todo o caso, aumentar o seu metabolismo não é um atalho para o emagrecimento, e pior, pode vir acompanhado de efeitos colaterais como um aumento dos batimentos cardíacos.

Outra forma de acelerar o metabolismo é construir massa muscular.

Por conta disso, homens tem metabolismo mais acelerado, em geral, e conforme a idade vai aumentando, e a massa muscular diminuindo, há uma queda metabólica.

Aliás, é um cuidado que indivíduos que comem bastante e não estão acima do peso devem tomar, pois quando elas envelhecerem, e esse hábito persistir, as consequências podem ser desagradáveis.

Finalizando, se você está tendo problemas para perder peso, é hora de reavaliar sua dieta e seus exercícios. Porque certamente o problema está neles.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

24 disseram o que pensam. Agora é sua vez.

  1. O artigo começou até bem, mas, ao criticar uma suposta “crença popular” caiu no recorrente hábito pseudo-científico de atribuir como falso aquilo que não está cientificamente comprovado.
    Seu artigo, infelizmente, reflete à risca o atual estado do conhecimento cientificamente carimbado que, nessa área de nutrição e fisiologia humana é EXTREMAMENTE POBRE E SIMPLISTA!
    Vou deixar 2 exemplos:
    1 – Você não citou o mais importante dos fatores que influenciam o metabolismo basal, que está relacionado ao balanço hormonal, especialmente o papel dos hormônios da tireoide. Esses hormônio tem uma relação estreita com a taxa de metabolismo e explicam casos de obesidade (quando é baixo) assim como baixo índice de gordura e dificuldade em ganhar massa muscular (quando é alto). A atividade desse hormônio é genética e particular de cada indivíduo. Acredito que esse hormônio, isoladamente, não explique tudo, mas é mais uma evidência empírica de que existe sim uma diferença significativa nos níveis de metabolismo basal de cada indivíduo.
    2 – Sua explicação não poderia explicar a existência dos biotipos endomorfo, ectomorfo e mesomorfo, que possuem capacidade distinta da acumulo de massa e gordura, o que talvez tenha relação com a atividade hormonal que falei pois, os ectomorfos, por exemplo, não acumulam gordura, por mais que comam, ao contrário dos endomorfos.
    Portanto, é totalmente equivocada sua afirmação de não existem indivíduos que comem pouco e não engordam, pelas razões acima e, principalmente, pela evidência empírica.
    Pelas mesmas razões, achei muito pobre sua explicação de que a razão para a diminuição do metabolismo basal na velhice é explicada pela diminuição da massa muscular e aumento da gordura. Isso não explica nada!
    Aproveitando, deixo aqui outra evidência empírica que a ciência, até onde eu conheço, é incapaz de explicar: Quando estamos numa rotina diária de exercícios, nossa taxa metabólica aumenta. Isso é de fácil dedução pelo fato do organismo estar operando diversos processos de adaptação fisiológica na fase de descanso.
    Nas áreas de nutrição e fisiologia humana, a manifestação da ciência deveria ser bem mais humilde e consciente da própria limitação e respeitar as evidências empíricas.

    • Olá, Edu, obrigado pela participação. Vou comentar alguns trechos do que você postou:

      “Você não citou o mais importante dos fatores que influenciam o metabolismo basal, que está relacionado ao balanço hormonal, especialmente o papel dos hormônios da tireoide. Esses hormônio tem uma relação estreita com a taxa de metabolismo e explicam casos de obesidade (quando é baixo) assim como baixo índice de gordura e dificuldade em ganhar massa muscular (quando é alto). A atividade desse hormônio é genética e particular de cada indivíduo. Acredito que esse hormônio, isoladamente, não explique tudo, mas é mais uma evidência empírica de que existe sim uma diferença significativa nos níveis de metabolismo basal de cada indivíduo.”

      No escopo do artigo, presume-se que os níveis de hormônios da tireóide são normais, e talvez tenha sido imprudente não mencionar. Justamente porque caso sejam anormais, aí sim, acontece o que você mencionou, e isso foi citado, no caso, referindo-se ao hipotireoidismo. E quando o hormônio está fazendo diferença significativa no metabolismo, temos uma patologia. Em níveis normais de hormônio tireoidiano, vão entrar outros fatores em jogo, como a quantidade de músculo que a pessoa tem.

      “Portanto, é totalmente equivocada sua afirmação de não existem indivíduos que comem pouco e não engordam, pelas razões acima e, principalmente, pela evidência empírica.”

      A Dra Susan Roberts, médica nutróloga, em seu livro “The “I” diet”, fala justamente sobre sua experiência com a evidência empírica de que certos indivíduos comem muito e não engordam. Quando o senso comum sugeria que essas pessoas simplesmente tinham o metabolismo mais elevado, ela investigou os hábitos deles e as suas taxas metabólicas, e descobriu que o que era atribuído a diferenças metabólicas, na verdade se devia muito mais à quantidades instintivas de alimentos ingeridos. Ademais, em momento algum no artigo foi citado que não existem esses indivíduos, apenas que não é tão comum quanto se pensa.

      “Pelas mesmas razões, achei muito pobre sua explicação de que a razão para a diminuição do metabolismo basal na velhice é explicada pela diminuição da massa muscular e aumento da gordura. Isso não explica nada!”

      Como não? A lógica é simples: Homens tem comprovadamente um metabolismo maior que as mulheres, e essa razão é justamente pela presença de mais músculo. O músculo é um tecido que, quando em quantidades maiores, sabidamente aumenta a taxa metabólica basal. Então, se a musculatura se reduz, o metabolismo vai junto. Começamos a perder massa muscular sabidamente por volta dos 30 anos, e temos a evidência empírica que muitas pessoas começam a engordar mais nessa idade. Além de ser a ideia mais aceita na comunidade médica e de nutricionistas.

      “Aproveitando, deixo aqui outra evidência empírica que a ciência, até onde eu conheço, é incapaz de explicar: Quando estamos numa rotina diária de exercícios, nossa taxa metabólica aumenta. Isso é de fácil dedução pelo fato do organismo estar operando diversos processos de adaptação fisiológica na fase de descanso.”

      Este estudo corrobora tal evidência empírica: http://jap.physiology.org/content/75/4/1847.short , comprovando um aumento de quase 10% no metabolismo basal devido à prática de exercícios.

      Por fim, a grande lição é que não se pode culpar um metabolismo lento por estar acima do peso. Veja aqui a opinião de um especialista da conceituada Mayo Clinic, nos EUA: http://www.mayoclinic.com/health/slow-metabolism/AN00618

    • Obrigada pelos esclarecimentos. Seus cometários foram melhores que o artigo. 🙂

    • Concordo em número grau e gênero. é já está provado hoje 2016 que não é nada disso, esse Eduardo Defecou pelos dedos

  2. Eu sempre leio essas matérias para ver se encontro algo novo mas a maciça maioria tem só repetições que não ajudam.
    Quando há um caso (raro) de uma pessoa magra que se casa com uma pessoa com tendência a ser gordo e tem filhos híbridos é que se observam casos como o de filhos que comem muito mais que outros e ainda assim são mais magros. Como poucas pessoas vem essa experiência de perto, é difícil para um magro acreditar que aquele gordo come menos que ele.
    Tenho uma amiga com quase 50 anos que é magra e tem uma filha de 24 anos gorda. Herdou o metabolismo do pai que vive em dieta para se manter. Isso nenhuma parte do seu artigo toca.
    E um problema de tireóide “sob controle”, como dizem alguns médicos, não explica o aumento de peso. E quem garante que é só a tiroxina que é produzida?
    Já ouvi que há bactérias nos intestinos que alteram a forma como os alimentos são digeridos no organismo de gordos e magros e que ao se importar essas bactérias o “milagre” acontece. Há enzimas diferentes que alteram também o padrão de fome em certas pessoas, porque para mim seria impossível comer o que alguns obesos mórbidos são capazes de comer e não acho que seja só falta de força de vontade que eles tenham.
    Já vi crianças pesando perto de 100 kilos aos 10 anos. Não creio que se coma para isso nessa idade.
    Tive sorte por não ser uma criança gorda, porque minha alimentação era normal, não me preocupava com o que comia.
    Fui uma adolescente magra, mas não magrela, mas me achava gordinha porque não era uma barbie. Descobri ter hipoglicemia reativa, que me fazia sentir mal ao comer doces, mas ainda assim tinha um controle rigoroso, quase obcessivo para não engordar, porque tinha uma tendência absurda. Assim tive peso normal até os 28 anos.
    Depois disso a depressão e os problemas de tireóide me levaram a um aumento gradual e quase impossível de deter. Embora seja obvio que se não tem gordos em campos de concentração, todos podem ficar magros…
    O que eu procuro é algo que ajude a encontrar o problema e não ficar neurótico como eu fui, tentando represar um aumento cada vez mais intenso no ganho de peso.
    Sim, as pessoas são diferentes, embora alguns queiram culpar o doente pela doença.
    O mesmo pode ser dito do colesterol, triglicérides e outras taxas que insistem em mandar as pessoas controlarem com dietas em vez de buscar a cura.
    Por sorte tenho pressão baixa, colesterol e triglicérides baixo também. Até meu marido, gaúcho comedor de carne, que tem as taxas de triglicérides e colesterol super baixas não acredita quando vê uma criança de 10 anos com colesterol alto como eu já vi num consultório.

    Bem, é uma pena ter que lidar com todos esses preconceitos até nos artigos que pretendem informar.
    Que tal pesquisar sobre enzimas, bactérias intestinais, etc.

    • Primeiramente, Lena, obrigado pelo comentário.

      No caso que você citou da filha de 24 anos gorda, como você pode provar que ela herdou o metabolismo do pai? Tem aferição do consumo basal de oxigênio/produção de CO2? Será que ela não absorveu os mesmos hábitos de comilança do pai, algo bem corriqueiro?

      Sobre as crianças de 100kg, o fato de você não acreditar apenas quer dizer que você não acredita. A verdade é que invariavelmente elas comeram demais. Doa a quem doer.

      Sim, existem diferentes metabolismos, e ectomorfos, por exemplo, normalmente tem mais facilidade de manterem-se magros. Eu sou um endomorfo, por exemplo, sempre tive facilidade para engordar, e enquanto procurava desculpas como “meu metabolismo é lento”, não resolvi nada. Apenas quando resolvi deixar de ser vítima das circunstâncias e tomar as rédeas da minha vida, fazendo o que fosse necessário para emagrecer, eu consegui atingir o peso ideal. Foi duro, me exercitei muito, mudei hábitos alimentares, fiz várias dietas ioiô, mas consegui. Salvo doenças metabólicas ou psicológicas, tudo tem um jeito. Aliás, nem salvo doenças, porque elas tem tratamento.

      Já ouvi falar sobre enzimas e bactérias, e a maioria destes estudos é feita em ratos. Mas nós não somos ratos, somos bem mais complexos e difíceis de “controlar”, cientificamente falando. Um laboratório que descobrisse essa pílula mágica iria ganhar bilhões, e se não foi descoberto até agora, talvez não seja relevante. O fato é que nossa mente está acima disso, e esse é um preceito do nosso site: Se você controlar sua mente (o que muitas vezes é difícil), mudar seus hábitos, você vai emagrecer, independente de bactérias, metabolismos e enzimas. Para algums será mais fácil, para outros mais difícil, mas como você mesma disse, não existem gordos em campos de concentração.

      Acha que seu metabolismo é lento? Pois existem mil e uma maneiras de acelerá-lo. Seja com exercícios, alimentos que aumentam o metabolismo, o fato é que tem jeito sim. Aliás, o que explica o fato comprovado que quanto maior a massa corporal, maior o metabolismo, logo obesos têm sim metabolismo maior que eles mesmos teriam se fossem magro? veja aqui a opinião de um especialista da Mayo Clinic, uma das mais conceituadas entidades médicas dos EUA: http://www.mayoclinic.com/health/slow-metabolism/AN00618

      • Uma duvida, Eu aos 10 anos pesava 100kg, aos 12 anos cheguei aos 115, contudo sempre tive uma vida ativa, brincava todo dia na rua, pique esconde, pega pega, 3 a 4km de bicicleta todos os dias. Aos 12 anos jogava Handebol escolar em campeonato, lutei karate, fiz natação e mesmo assim cheguei aos 132kg aos 15 anos. Meu irmão mais novo, não faz nada, fica o dia todo no computador, come o dobro que eu com meus 21 anos e mesmo assim não pesa nem perto do que eu pesava na idade dele. Qual seria a logica?

        • 1- Cada organismo funciona de um modo diferente, e comparar-se com outro não vai resolver nada. Vc é vc, ele é ele. Pode ser que esse fato de ele comer muito e não engordar agora, vá se tornar uma maldição no futuro, porque o metabolismo vai reduzir com a idade. Ou pode ser que não. Quem sabe?

          2- Atividade física sem uma dieta adequada não resolve nada.

          3- “comer o dobro” é relativo. Vai ver ele come uma quantidade bem menor de carboidratos que você comia.

  3. Boa tarde. Li tudo isso, e vejo que muitos relatos bateram com meu perfil. Eu sou filha de um Pai obeso e comilão, minha mãe, magra manequim. E eu sou mulherão com sobrepeso. Fui educada a comer muito, e com o passar dos anos, fui percebendo que meu peso oscilava. corria pra academia, sem reeducação alimentar,e perdia 10 kg em um mês. Mas com as mudanças de rotina,voltava ao peso. Vejo que minha mãe nesses anos todo. Ela comia igual a mim e meu pai, e nunca foi gorda. Sempre magra e esbelta. Ja eu, fui para nutricionista,alimentação regradíssima, academia, tudo que seria certo, e rebolo para perder peso. Ai quando paro por exemplo nas férias, tudo que lutei para perder, surge em 1 mês. E ela sempre com mesmo peso. Hoje como muito menos que ela e vejo essa diferença de 10kg a mais dela. E olha que me cuido,imagina se não me cuidasse? O que seria? Não estou fazendo a dieta da nutricionista regrada,mas evito fritura,besteira,bebo muita água, como de 3 em 3 horas minhas frutas e ai? Os sintomas surgem nesse período, e a culpa de tudo que fiz,voltou a zero.Tenho 31 anos, e estou com sintomas de constipação, inchaço no corpo,falta de ar quando caminho,palpitação,tremores e sudorese. Alteração da visão. Marquei mais uma vez no endócrino,pois penso em tudo nesse momento. Obrigada!

  4. Olá… Vc saberia me dizer, se tomando medicamento para a tiróide, mas tbm outro para a pressão, que visa regular e diminuir os batimentos cardíacos, tem relação com diminuir o metabolismo?

    • Zela, bom dia

      Se você tem hipotireoidismo, isso com certeza reduz o metabolismo em si, e toma-se medicamento para fazer essa correção e normalizar o metabolismo. Os betabloqueadores (que se encaixam nessa descrição de medicamento para a pressão) podem atuar na redução do metabolismo sim, dificultando o processo de emagrecimento. Entretanto, em enorme parte dos casos, a hipertensão é consequencia da obesidade, ou seja, com medidas dietéticas e exercícios físicos, você pode se curar da hipertensão, o que promoverá a dispensa do uso de betabloqueadores e consequente aceleração do metabolismo.

      E mesmo que isso dificulte, não torna impossível. É apenas um fator que dificulta, e pode ser suplantado com dieta adequada e principalmente, construçao de musculatura.

  5. FAZER DIETA NÃO É FACIL , FUI MAGRA ATE TER MEUS FILHOS O ULTIMO AOS 33 ANOS , DEPOIS FUI ENGORDANDO A CDA ANO , TENHO47 ANOS E VIVO LUTANDO CONTRA A BALANÇA .TOMO REMEDIOS PARA PRESSÃO ,NAO TENHO TEMPO PARA ATIVIDADES , ANDO SO DE CARRO E TRABALHO SENTADA POR 8 HORAS .TEM ESPERANÇAS PARA MIM , CANSEI DE SER GORDA …

  6. Sou gorda

  7. Acho melhor se o organismo por si nao faz precisa de uma ajuda e eu sou um deles que preciso de comprar o vosso medicamento para acelerer o metabolismo mas nao sei como fazer

    • Acacio, nosso produto não é um medicamento e sim um método para promover a aceleração do seu metabolismo.

      No nosso site, e em cada artigo nosso, você vai encontrar figuras sobre o produto, basta clicar e assistir o video. Se ainda persistir a dúvida, entre em contato com nossa central de atendimento em [email protected]

  8. Esse comentário sobre o assunto; sobre o metabolismo. Foi uma ótima dicas para quem duvidas sobre o assunto. Um abraço❕❕❕❕. Até mais ..Solange

  9. muito bom, obrigado por comaprtilhar essas dicas, abraço!

  10. Existem pessos que comem muito e não engordam sim, eu mesma como bastante, como frituras, massas, strogonoff, meia barra de chocolate por dia, 2 litros de refri por dia,trabalho numa pastelaria e como um pastel de 25 cm por dia com refri mais um pastel doce, chego em casa mei noite e como mais 2 x ate ir dormir. Nao tomo café e não tenho problemas de tireoide.Sou magra e sinto muito calor no inverno, as pessoas se apavoram comigo.

    • Viviane, se continuar comendo desse jeito, você acha que daqui a 20 anos continuará magra?

      De qualquer forma, o que não pode acontecer é usar um universo mínimo de pessoas extremamente raras que comem muito e não engordam como justificativa para outros atos de outras pessoas. Até porque isso absolutamente não interessa.

  11. Acho q varia de pessoa pra pessoa… nem todas as pessoas sao iguais… pensei q fosse depois dos 40 q o metabolismo ficava lento com a chegada da menopausa. E o qr dizer q o metabolismo fica lento com a velhice… uma pessoa jovem de 30 anos é velho.?.. uma mulher começa a envelhecer no periodo da menopausa. Cada pessoa o corpo funciona de um jeito nao tem haver tanto com idade. E tbm tem a ve com genetica tbm. Pessoas magras de 30 e poucos e ainda sao jovens. Bom esses medicos devem eh aprofundar mais esses estudos deles. Uns dizem q o metabolismo fica lento depois dos 30, outros dizem q eh depois dos 35 e agoram dizem q apartir dos 30. Engordar nao tem a ve com idade tem a ve tbm com falta de exercicios.

    • Dayana, por via das dúvidas eu reli o artigo, e nada, ABSOLUTAMENTE NADA do que você escreveu está escrito lá da forma que você colocou.

      Repito: Absolutamente nada. Dá a impressão que você se sentiu ofendida (sem motivo) e desabafou suas agruras.

      Sendo assim, o fato de o metabolismo começar a cair junto com a redução da massa muscular (que comprovadamente acontece a partir dos 30 anos) não siginifica VELHICE, você tirou uma conclusão mais do que precipitada e principalmente, que não foi feita no artigo. Reitero, o artigo não fala em momento algum sobre rotular quem é jovem e quem é velho, mas é fato que o seu metabolismo após os 30 é mais lento que antes dos 20, e será mais rápido que o seu metabolismo aos 40. Isso se você não fizer nada a respeito, claro.

      E olha o absurdo que você escreveu: “uma mulher começa a envelhecer no periodo da menopausa”. Sério mesmo? Mulheres cujos ovários foram extraídos aos 20 e poucos anos (o que causa menopausa precoce) continuam jovens, para sua surpresa.

      Outro absurdo: “Engordar nao tem a ve com idade tem a ve tbm com falta de exercicios.” – Não, engordar tem a ver com a quantidade de carboidratos que você come, seja jovem, velho ou sedentário. Desafio você a provar essa afirmativa, já avisando que existem milhares de estudos comprovando que exercícios não emagrecem se a sua dieta for desregulada.

      Por fim, eu concordo que esses médicos devem é aprofundar mais os estudos, até porque todos nós devemos fazer isso, e não é orgulho nenhum opinar algo tão óbvio.

  12. Boa tarde.
    Creio que há muitos opiniões pessoais neste artigo.
    O autor nao tem uma vida pessoal com amigos gordo que comem demais e gordos com dietas q nao funcionam.
    Assim como amigos Magrelos que comem feito um caminhoneiro e são preguiçosos para qualquer atividade física. Eu sou o gordo que faz dieta e pratica exercício e não emagrece e tenho amigos sedentarios comilões e Magrelos.

    • Alessandro, você me acusa de opiniões pessoais e rebate com… coisas pessoais. Não faz sentido.

      A única coisa que isso prova é que você tem amigos magrelos e preguiçosos que supostamente nao engordam, mas espera até eles ficarem mais velhos…

      E se quer uma dica, olhe para a quantidade de carboidratos que está comendo. Se estiver comendo muito, nenhuma dieta vai te ajudar.

  13. Penso que faltou vc citar, por exemplo, que algumas medicações (alguns antidepressivos, etc) afetam diretamente o metabolismo…

Trackbacks/Pingbacks

  1. Chá verde emagrece? - Comece a Emagrecer - […] de várias maneiras. Um deles é o epigalocatequina-galato (EGCG), e ele tem a habilidade de estimular o seu metabolismo…
  2. Como acelerar o metabolismo - Comece a Emagrecer - […] discutimos aqui no Comece a Emagrecer sobre a questão da desculpa do metabolismo lento, e como você já deve…
  3. 13 alimentos que aceleram o metabolismo: rumo à velocidade máxima! - […] seus problemas sem você precisar tirar o bumbum do sofá. Você se tornou acima do peso ou com o…
  4. 10 alimentos para perder barriga (e todo o resto das gorduras). - […] verde contém uma substância chamada epigalocatequina-galato (EGCG), e ela tem a habilidade de estimular o seu metabolismo e acelerar a…

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *