Perder gordura: verdades, mentiras, e o que de fato resolve.

Perder gordura: verdades, mentiras, e o que de fato resolve.

13 de abril de 2016

Existem diferentes formas de perder gordura, tanto se o seu objetivo é o de emagrecer quanto de definir os músculos.

Algumas maneiras são menos indicadas do que outras, já que possuem mais pontos negativos, como é o caso do déficit calórico intenso, bastante usado, inclusive, nas dietas muito restritivas.

Neste artigo você vai descobrir:

banner método emagrecimento fácil

1- Por que a restrição calórica pura e simples é receita do fracasso

2- Por que o que nos ajudava no passado hoje nos torna obesos

3- Por que tentar tapear seu organismo fechando a boca é um tiro no pé

4- Por que os hábitos que você tem agora tornam você acima do peso, e que para isso mudar, você precisa se tornar uma outra pessoa

5- Por que a história mostra que restringir a gordura da dieta é um erro catastrófico

6- A jogada de marketing que explora pobres almas que acreditam em produtos sem gordura

7- Um infográfico que mostra quem é o grande vilão da alimentação

banner método emagrecimento fácil

8- As diferenças entre as melhores abordagens nutricionais para perder gordura

9- E o que essas duas abordagem têm em comum

Nesses casos, ingere-se uma quantia bem menor do que o suficiente de calorias, o que até pode ajudar a perder peso nos primeiros dias, mas além de não ser nada saudável, depois que a pessoa termina a dieta, a tendência é recuperar todos os quilos perdidos.

Além disso, os cardápios que são restritivos demais acabam por causar a perda muscular.

Com isso, o metabolismo é reduzido e prejudica o emagrecimento no médio prazo.

Já que a pessoa não se alimenta direito, o seu corpo acha que ela está passando por falta de alimentos e assim que começa a consumi-los o organismo estoca energia no caso de houver uma nova privação.

Esse efeito nos permitiu simplesmente a sobrevivência no Planeta Terra, em tempos onde o alimento era escasso.

Porém, hoje em dia é algo que joga totalmente contra, pois da metade do século XX para cá, vivemos o boom tecnológico que permitiu uma superabundância de alimentos em nossas mesas.

E aí o jogo virou, e o problema agora é o oposto à fome.

Há também o efeito sanfona, que é o resultado do organismo ter a tendência de sempre voltar ao seu estado anterior.

Essa é uma batalha que você SEMPRE vai perder.

Tentar tapear seu organismo restringindo a quantidade de comida é dar um tiro no pé.

Seu corpo é uma máquina biológica para lá de complexa, com interações sutis entre hormônios, substâncias químicas e afins, e a estratégia de restrição alimentar intensa provocará uma reação que em última análise, te levará ao fracasso.

Taí a quantidade de gente que não consegue levar uma dieta adiante, para provar isso.

Para que a perda de peso seja duradoura a dieta deve permanecer por muito tempo para que o organismo “se esqueça” de como ele era antes.

Leia-se mudança de hábito. Você acumulou gordura, entre outros motivos, porque seus hábitos promoveram isso.

A sua versão atual precisa morrer, para que surja uma versão 2.0 de você com hábitos que promovam o efeito oposto. E aí a gordura irá embora.

Dietas restritivas não se sustentam no longo prazo, assim, não adiantam.

 

Problemas das dietas restritivas para perder gordura.

dieta restritiva para perder gordura

O corte de certos alimentos da sua dieta pode ter um efeito contrário do qual você espera.

Mesmo a gordura, quando obtida de fontes saudáveis, é importante para o organismo, por isso, as dietas com restrição de gorduras também apresentam uma certa tendência à falha, dependendo do quanto de gordura você restringe.

Na realidade, todos os nutrientes podem ser ingeridos todos os dias, com moderação, e provindos de alimentos saudáveis.

Além disso, vende-se a ideia errônea de que os alimentos com menos gordura ou sem nada são melhores, como iogurtes e outros.

No entanto, os produtos industrializados que não recebem gordura ganham açúcar e adoçantes em excesso, pois é a gordura que dá o sabor a eles.

E tudo isso começou lá na década de 60-70, quando a gordura foi pega para Cristo.

Os marqueteiros, espertos que são, começaram a focar os produtos na base do “0% de gordura”.

Eles só não contaram para você dos 1000% de carboidratos engordativos que foram incluídos, até porque isso não interessa. A “culpa” da epidemia de obesidade era da gordura mesmo, não? Deixemos os carboidratos quietos.

Será coincidência que a epidemia de obesidade disparou a partir disso? Confira o infográfico abaixo para tirar qualquer dúvida.

infografico gordura saturada

Clique na imagem para ampliar.

 

Outro problema da restrição de gorduras é a perda da saciedade.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Gorduras “batem e entopem”, isso é fato.

Se duvida, tente comer 3 pratões de feijoada, e volte aqui para me contar.

Retirando a gordura, você perde esse poder, e com o acréscimo de carboidratos, o resultado é que você se torna uma retroescavadeira insaciável por comida.

O pior é que os carboidratos engordam.

Confira o infográfico abaixo para ver como a coisa funciona.

infografico perder gordura

Clique na imagem para ampliar

 

Então, que tal restringir carboidratos?

dieta low carb: porque funciona.

Tente reduzir os carboidratos de sua dieta. Lembrando que reduzir não é eliminar.

Já quando a restrição é de carboidratos, costuma-se comer mais gordura e proteínas.

E como isso acaba por inibir o estímulo à insulina, que é quem dispara o sinal de acúmulo de gordura, temos exatamente o melhor dos mundos.

Se comparadas às dietas com baixo teor de gordura, as dietas com baixo carboidrato são imensamente mais eficazes em queimar gordura.

Até porque a gordura é o combustível básico pelo qual você passa a operar.

Uma desvantagem dessa abordagem é que ela é mais radical e pode ter efeitos colaterais.

Muita gente simplesmente não vai conseguir.

Mas sem dúvida é a melhor e mais rápida estratégia para perder gordura.perder gordura dica drm

 

Vantagem das dietas equilibradas.

Ao se consumir todos os nutrientes de forma equilibrada, em porções menores, sem exageros, há os benefícios de um cardápio nutritivo e do déficit calórico moderado, que ajuda em muito na perda de peso.

Os resultados são potencializados quando são incluídas as atividades físicas à dieta.

Quando o método não exige mudanças radicais, mas sim, adapta o organismo aos poucos ao novo cardápio, mais saudável e com menos quantidade de comida, é a chamada reeducação alimentar.

Além disso, é importante eliminar tudo o que faz mal à saúde e nesse grupo entram os alimentos industrializados/processados/congelados e os ricos em sal, gorduras maléficas e açúcar.

O emagrecimento vem com o tempo, mas os resultados tendem a ser duradouros.

Também é possível valer-se de alguns truques, como apostar nos alimentos termogênicos, que aceleram o metabolismo e tornam a queima de calorias constantes e, por consequência, é eliminada também a gordura.

Eles são canela, pimenta, gengibre, chá verde e água gelada, entre outros.

Já os exercícios mais indicados para a queima de gordura são os aeróbicos, como caminhadas, corridas, andar de bicicleta, pular corda, atividades em academia, subir escadas, dançar e muitas outras.

Porém, para definir o corpo recomendam-se ainda exercícios de resistência, que podem ser intercalados.

 

Concluindo sobre perder gordura.

dieta low carb

É importante controlar o sinal que o corpo envia para acumular gordura. Uma das formas de fazer isso é reduzindo os carboidratos.

No final das contas, o recado que você deve entender sobre perder gordura, é que quem dispara o sinal para seu acúmulo é o excesso de carboidratos.

Quanto menos carboidrato você tiver na sua dieta, maiores serão suas chances de perder gordura.

As duas abordagens aqui citadas que funcionam, provam isso.

A mais eficaz é a que tem menor nível de carboidratos. Mas a que vem logo a seguir, para funcionar, também requer um baixo nível, não tão baixo quanto uma dieta low carb.

Só assim você reverte o processo de acúmulo de gordura mediado pela insulina, e entra para o clube do perder gordura.


 

Referências

1- A lower-carbohydrate, higher-fat diet reduces abdominal and intermuscular fat and increases insulin sensitivity in adults at risk of type 2 diabetes.

2- Relative Merits of Low-Carbohydrate Versus Low-Fat Diet in Managing Obesity.

3- Saturated fat and cardiovascular disease: the discrepancy between the scientific literature and dietary advice.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *