Bicicleta ergométrica emagrece sim, e é praticidade pura.

Bicicleta ergométrica emagrece sim, e é praticidade pura.

9 de julho de 2015

Bicicleta ergométrica emagrece? Essa dúvida pode aparecer na hora de montar um treino para a perda de peso, sendo que a resposta é sim! E apesar de parecer um exercício um tanto quanto chato, ao final desse artigo compartilharei minha estratégia para “pegar gosto pela coisa”.

Além da facilidade em usar, o que a torna perfeita para os iniciantes que precisam começar a se exercitar aos poucos para então apostar em um treino mais pesado, o aparelho é muito prático, sendo possível tê-lo em casa e assim pedalar a qualquer hora do dia, sem a necessidade de ir até uma academia e mesmo permitindo a atividade nos dias chuvosos e frios.

Outro benefício é o baixo risco que oferece de causar lesões nos joelhos e tornozelos, uma vez que não sobrecarrega as articulações, sendo ideal para pessoas que não podem correr muito nem caminhar. Também é fácil para desenvolver o ritmo e queimar mais calorias.

banner método emagrecimento fácil

Além disso, a bicicleta ergométrica colabora com o desenvolvimento de força das pernas. No entanto, para que ela emagreça com eficiência é necessário escolher o modelo que mais combine com as necessidades do usuário, pois a oferta é bastante variada.

Dicas para escolher sua bicicleta ergométrica.

bicicleta ergométrica emagrece

Confira abaixo algumas dicas para escolher a sua bicicleta ergométrica.

Existem bicicletas com diferentes funções, incluindo telas digitais que mostram a frequência cardíaca, estimativa de calorias queimadas e distância percorrida. Há, inclusive, modelos que oferecem acessórios para que os braços se exercitem juntos com as pernas.

Outra possibilidade é escolher entre uma bicicleta ergométrica que fique na posição vertical ou um modelo reclinado, no qual será preciso pedalar na posição horizontal, o que é indicado principalmente a pessoas idosas e a quem está em reabilitação.

No entanto, esses modelos em que o usuário fica deitado exigem maior esforço de quem pedala. Ou seja, na posição vertical, o usuário tem o peso e a gravidade a seu favor, mas quando está “na horizontal”, é necessário fazer mais trabalho para realizar os movimentos.

Dicas de pedaladas mais eficientes.

Embora a bicicleta ergométrica permita ver televisão, ler ou se concentrar em outra coisa enquanto os movimentos são realizados, estudos já comprovaram que nesse caso a eficiência do aparelho tende a cair.

Eu mesmo experimentei essa situação na pele. Em certa época da minha luta para emagrecer, eu sabia que teria que pedalar, mas achava aquilo muito chato. Então resolvi investir mais em distrações, como ouvir música durante a pedalada, e uma das minhas favoritas, instruir-me, seja ouvindo podcasts de assuntos que me interessavam, ou levando um tablet e assistindo video cursos dos mesmos assuntos.

O problema é que aquilo facilmente tirava você do foco. Se o seu objetivo for pedalar por horas e horas em velocidade moderada e constante, funciona bem. Mas eu procurava investir num treino de qualidade, e sempre melhorar meu tempo. Falarei sobre essa estratégia mais à frente, mas o fato é que distrações não são um método eficaz para atingir esse objetivo. A conclusão que cheguei é que o mais indicado é que a pessoa pedale a bicicleta sem distrações, de forma concentrada.

banner método emagrecimento fácil

Assim, o treino se torna mais intenso e pode durar até menos, pois como em muitos exercícios o que importa não é a quantidade, mas sim, a qualidade da atividade física. Outra dica é definir um objetivo em cada treino. As pedaladas podem ter como meta desenvolver a força, a recuperação ou a velocidade. É aquela história, se você vai velejar e sai sem um destino definido, pode aportar em qualquer lugar. Mas se tem um plano, tem infinitamente mais chances de chegar EXATAMENTE onde quer chegar. É como diz uma famosa frase em inglês: “Failing to plan is planning to fail”, traduzindo grosso modo, “Falhar no planejamento é planejar a falha”.

Ler o manual do produto também vai ajudar a escolher os melhores programas para cada ocasião. Para potencializar a queima de calorias, é possível ainda intercalar as pedaladas com outros exercícios, como levantamento de peso e ginástica localizada.

Além disso, é importante que antes de iniciar o treino o usuário faça exercícios de alongamento para aquecer o corpo e evitar lesões. Mesmo que a bicicleta seja uma atividade mais leve, nunca se deve iniciar um exercício, nem mesmo a caminhada, sem alongar o corpo.

Também é fundamental que a pessoa que esteja iniciando o treino com a bicicleta comece pedalando pouco tempo, em torno de 10 minutos, e com o passar dos dias aumente a duração, ritmo e velocidade do exercício. Essa é uma forma de evitar lesões, mas também de não saturar o corpo, permitindo que ele se adapte gradativamente.

Outra dica para usar a bicicleta ergométrica é manter a parte superior do corpo relaxado, bem como a postura ereta, no caso de bicicletas que o usuário permaneça na vertical.

E por fim, como havia prometido, compartilharei a estratégia que eu esperava que fosse me fazer obter os melhores resultados, mas que fez mais que isso: me fez pegar gosto pelo treino como bicicleta ergométrica. E a estratégia foi planejar um esforço progressivo, a cada vez que eu sentava na bicicleta.

Você pode controlar alguns parâmetros, seja tempo, distância ou velocidade. Então eu escolhi o parâmetro distância para manipular, até porque a velocidade de uma ergométrica não é tão passível de controle como a de uma esteira. O tempo ficou fixo, então, funcionava da seguinte forma:

– Digamos que no dia 1, eu pedalei 15 minutos e percorri 6 km. Eu anoto o resultado.

– Na próxima vez que eu voltar à bicicleta, vou aumentar a distância percorrida nesse mesmo tempo. Então procuro fazer mais que 6km. Saber qual a velocidade média utilizada anteriormente pode ajudar, e isso é matemática simples. Digamos que desta vez percorri 6,1 km.

– Anoto e na próxima vez, vou um pouquinho mais além. E então é só repetir.

Com esse procedimento simples, algumas coisas vão acontecer:

1- Em algum tempo, você vai chegar num limite do seu organismo, e vai começar a desafiá-lo. Quem não gosta de um desafio? Isso vai acabar mantendo sua motivação, e o seu interesse pelo exercício. Até você não se imaginar mais sem ele.

2- Olhando suas anotações, você efetivamente verá que está fazendo progresso. Ao contrário do que acontece quando você simplesmente pedala por pedalar, ver o progresso em dados te dá certeza que você está cada vez melhor. Experiência própria, espera uns 3 meses mais ou menos e olhe os dados. Você não vai acreditar como era lento no começo.

3- Seus resultados vão se acelerar, por motivos óbvios. É triste ver pessoas há 1 ano na academia fazendo sempre as mesmas coisas. Desafie-se num esforço progressivo e os resultados virão mais rápido.

Certo? Então, vamos pedalar?

Veja Mais Sobre Como Emagrecer

Para quem este site foi criado.   Como você pôde ver no post em que nos apresentamos, nós criamos este site com o desejo de ajudar outras pessoas a perderem peso, emagrecendo c...
Cenaless funciona mesmo? Preço, orientações e como... Será que Cenaless funciona? Essa é a pergunta de quem já ouviu falar sobre o fitoterápico que promete emagrecer de forma natural.No entanto, para ...
Dietas para emagrecer: guia para encontrar a corre... Deixa eu adivinhar: deve ser a ducentésima vez que você está procurando algum texto sobre dietas para emagrecer, acertei?Foi a vez 150? Estamos qu...
10 exercícios para emagrecer em casa: seu lar = su... Quem não gosta ou não tem tempo de ir à academia pode apostar nos exercícios para emagrecer em casa. Mesmo assim, é fundamental criar um treino regula...

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

2 disseram o que pensam. Agora é sua vez.

  1. Eu quero emagrecer 10 quilo

  2. Eu quero emagrecer 10 quilo

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *