Dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento (GH)?

Dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento (GH)?

16 de Maio de 2018

A dúvida se a dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento (GH) vem de um estalo, quando observamos o que acontece durante um “evento” muito associado à dieta.

Eu falo do jejum intermitente.

O jejum intermitente é capaz de causar aumento do Hormônio do Crescimento em até dois mil por cento nos homens (e cerca de 1300 por cento nas mulheres).

banner método emagrecimento fácil

Mas fica uma pergunta no ar.

Se a Dieta Cetogênica pode ajudar indiretamente a induzir um estado similar no corpo, isso significa que ela também aumentará o GH?

Bem, a resposta para essa pergunta não é exatamente fácil de determinar com as evidências científicas  disponíveis.

Com base no que sabemos sobre o hormônio do crescimento, é necessário que um estado quase hipoglicêmico predomine na corrente sanguínea.

O que significa hipoglicemia?

Isso significa que níveis muito baixos de açúcar no sangue devem ocorrer.

De cara, podemos supor que a dieta cetogênica nos prepara para o sucesso aqui.

banner método emagrecimento fácil

Podemos inferir que, enquanto estivermos seguindo estritamente a dieta, haverá algum grau de aumento de HGH.

Então vamos entender o motivo disso.

 

Por que precisamos de GH?

dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento

Calma, não precisa injetar

No corpo, temos hormônios catabólicos e anabólicos.

O hormônio do crescimento é um tipo de hormônio anabólico, o que significa que promove o crescimento/hipertrofia/aumento – chame do que quiser, mas acredito que tenha entendido o recado.

Os hormônios catabólicos são exatamente o oposto.

Eles quebram a matéria no corpo, pelo contrário.

O cortisol seria um excelente exemplo de um hormônio catabólico.

Quando trabalhamos na academia, o cortisol é aquele hormônio que quebra o tecido muscular.

Mais tarde, o hormônio do crescimento constrói os músculos danificados de volta (generalizando grosseiramente).

O hormônio do crescimento é responsável pela criação de massa corporal magra.

Como é pró-músculo, também estimula a queima de gordura.

Atua para mobilizar a gordura do tecido adiposo, no sentido do seu consumo.

O hormônio do crescimento também pode ter certas propriedades antienvelhecimento.

Uma vez que preserva proteínas, as partes do corpo que são principalmente baseadas em proteínas, tendem à manutenção.

Além do músculo, isso inclui cabelos, pele, unhas, colágeno, tendões e até ossos.

As pessoas com deficiência no hormônio do crescimento estão em risco aumentado de se sentirem cronicamente cansadas.

Ao hormônio do crescimento também foi atribuída uma sensação geral de bem-estar.

 

 

Hipoglicemia estimula o GH

Dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento

Se estiver lá embaixo, o GH sobe

 

Também conhecida como glicose baixa no sangue, a hipoglicemia é um estado em que o corpo está com pouco açúcar para usar como energia.

O corpo se protege dos baixos níveis de açúcar no sangue de duas maneiras.

Pode liberar o cortisol para ajudar na quebra de proteínas (aminoácidos) para a produção de açúcar (gliconeogênese), ou pode liberar o hormônio do crescimento para desencadear a quebra das gorduras armazenadas no corpo (lipólise).

A hipoglicemia simplesmente estimula a liberação do hormônio do crescimento.

 

Então, dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento?

Dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento

Respondendo…

Quando estamos consumindo baixas quantidades de açúcar e carboidratos em uma dieta cetogênica, nos aproximamos desse estado hipoglicêmico.

O corpo libera o hormônio do crescimento para auxiliar na mudança para a queima de gordura.

O jejum nos empurra ainda mais para esse estado, já que nossa ingestão de açúcar está em zero.

Por causa do hormônio do crescimento, você geralmente precisa estar em pelo menos 4 dias em um jejum antes que a perda muscular se torne uma séria preocupação.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Então, para responder à pergunta – Sim, a dieta cetogênica pode e vai aumentar os níveis de hormônio do crescimento (contanto que você esteja mantendo os carboidratos muito baixos, o que na verdade é um pré-requisito para estar numa dieta cetogênica propriamente dita).

 

O que mais podemos fazer para aumentar o GH?

 

Vá dormir cedo

Dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento

Zzzzzzzz

Isso pode parecer óbvio, mas ir para a cama cedo faz diferença nos níveis de hormônio do crescimento.

Isso tem a ver com o ritmo circadiano do seu corpo.

O hormônio do crescimento começa a ser liberado entre às 10 da noite e a meia noite, durante o sono.

Os maiores níveis de hormônio do crescimento têm sido encontrados entre a meia noite e as 3:00 da manhã.

Então, se você está sempre acordado até tarde, isso pode ter um preço.

 

Vá para a cama de estômago vazio

 

É preciso muita energia para quebrar a comida.

Se você ingerir carboidratos antes de dormir, seu corpo estará trabalhando na digestão, em vez de entrar no modo de reparo, e isso não é o que queremos.

O hormônio do crescimento é liberado quando estamos com muito pouco açúcar circulante.

Então, se você quiser maximizar a liberação de hormônio que ocorre durante o sono, evite comer pelo menos duas horas antes de dormir.

 

 

Exercícios Intensos contra Resistência

Dieta cetogênica aumenta o hormônio do crescimento

GH na estratosfera!

O treinamento de resistência é fundamental. Leia-se PUXAR FERRO.

Incontáveis estudos têm demonstrado que o treinamento de resistência intenso efetivamente aumenta os níveis de GH.

Então aqui nem é preciso que eu me alongue.

 

Tire uma soneca

 

Quando dormimos, o corpo ainda libera pequenas quantidades de hormônio do crescimento.

Se você está dolorido depois de um treino, tire uma soneca.

O cochilo permitirá que o seu corpo entre no modo de reparo, mesmo que não seja um sono profundo.

O melhor momento para tirar um cochilo é entre 13h e 16h – o que é novamente baseado no ritmo circadiano natural do corpo.

Os cochilos são a maneira do corpo de facilitar a recuperação física após um treino longo ou difícil.

Durante o sono, diferentes hormônios são liberados, como testosterona e hormônio do crescimento, que ajudam a reparar e construir músculos e outros tecidos do corpo.

 

Reduzir o estresse

 

O estresse diminui o GH no corpo.

Níveis elevados de cortisol acabam bloqueando a liberação do hormônio do crescimento.

Para se ter uma idéia do impacto do estresse, níveis cronicamente elevados do hormônio do estresse (cortisol) estão relacionados a níveis mais baixos de hormônio do crescimento em crianças, possivelmente resultando em crescimento retardado, prejudicado e até atrofiado.

 

Vitamina B3 (niacina)

 

A niacina comprovadamente ajuda a aumentar o hormônio do crescimento.

Enquanto niacina pode realmente impedir a queima de gordura por 3-5 horas imediatamente após a ingestão, após este período, aumenta significativamente o hormônio do crescimento, que em si vai promover a queima de gordura.

Como a niacina tem um forte efeito calmante, também pode ajudar a ter um sono reparador (aumentando ainda mais a produção de hormônio do crescimento).

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *