Dieta cetogênica é segura no longo prazo?

Dieta cetogênica é segura no longo prazo?

3 de Maio de 2018

Existe muita preocupação no que tange à possibilidade de fazer uma dieta cetogênica indefinidamente. Muita gente crê, por exemplo, que não se deve fazer mais de 15 dias de dieta. Fica a pergunta, a dieta cetogênica é segura no longo prazo? Posso fazer a dieta cetogênica para sempre?

A dieta cetogênica tem sido praticada desde o início dos anos 20, inicialmente como tratamento da epilepsia grave em crianças.

Embora não possamos dizer que ela passou pelo teste do tempo da mesma forma que as pirâmides do Egito, 100 anos geralmente é tempo suficiente para que as principais preocupações com a saúde advindas da dieta tenham aparecido.

banner método emagrecimento fácil

Vamos analisar a mudança metabólica fundamental que ocorre na dieta, que é a queima de gordura como fonte de energia.

 

Cetose é algo perigoso?

dieta cetogênica é segura no longo prazo

Comer isso é seguro?

 

Por si só isso não constitui em si um risco para a saúde.

A queima de gordura (cetose) é, na verdade, um estado muito saudável para se estar.

Compare isso com a queima de açúcar (glicose).

Podemos apontar uma montanha de potenciais problemas de saúde diretamente após o aumento dos níveis de insulina induzidos pelo açúcar.

banner método emagrecimento fácil

Estes incluem doenças cardiovasculares, diabetes, Alzheimer, câncer, acidente vascular cerebral e doença renal.

A constante subida e descida dos níveis de açúcar no sangue cria uma pressão no organismo, ao passo que a queima de gordura (cetonas) cria um fluxo constante de energia limpa.

Claro, isso é apenas uma generalização grosseira, mas já passa uma idéia inicial do que quero abordar aqui.

Vamos ver as alegações feitas contra a dieta.

O caso do colesterol

dieta cetogênica é segura no longo prazo

A coisa não é tão simples assim

 

Uma das principais preocupações com a dieta cetogênica é com o caso ocasional de aumento dos níveis de colesterol.

Na maioria das pessoas, não há motivo para preocupação, mas geralmente os números de HDL e LDL serão afetados pela dieta.

Infelizmente, a única maneira de saber onde você está é fazer um exame de sangue.

O número absoluto de LDL (colesterol ruim) pode ser menos impactante do que o tamanho real de suas partículas de colesterol.

Quanto maior o tamanho das partículas, melhor. E isso provavelmente seu médico não faz idéia, porque ele foi treinado no seguinte – LDL alto = alerta vermelho.

É importante notar que estudos recentes sobre o LDL estão focados principalmente na dieta típica americana, repleta de carboidratos.

Assim, a correlação usual entre LDL alto e doença cardíaca pode não se aplicar diretamente à alimentação cetogênica, havendo outros fatores envolvidos (estresse, inflamação sistêmica, etc).

Os níveis de colesterol LDL normalmente se enquadram nas seguintes categorias:

 

Bom – 100 mg / dL ou menor

Ok – 100 a 129 mg / dL

Limite – 130 a 159 mg /dl

Alto –  160 a 189 mg / dl

 

Mas espere um minuto … Assim como ocorrem relatos de que os níveis de LDL são maiores em alguns indivíduos em uma dieta cetogênica, existem estudos sobre essa dieta a longo prazo que realmente provaram que o oposto é verdadeiro.

Um estudo conduzido em 2004 pelo Departamento Acadêmico de Cirurgia da Universidade do Kuwait descobriu que o peso corporal total, o colesterol LDL e a glicose no sangue diminuíram significativamente entre os 83 indivíduos estudados.

O estudo foi realizado ao longo de seis meses.

“O presente estudo mostra os efeitos benéficos de uma dieta cetogênica em longo prazo.

Reduziu significativamente o peso corporal e o índice de massa corporal dos pacientes. Além disso, diminuiu o nível de triglicerídeos, colesterol LDL e glicose no sangue, e aumentou o nível de colesterol HDL.”

 

Sobre a perda de massa muscular

 

dieta cetogênica é segura no longo prazo

Não quero perder meu precioso músculo

 

É comum o questionamento se o jejum intermitente e a dieta cetogênica podem levar à perda muscular.

Normal pensar assim, em se tratando do conhecimento vindo do senso comum, de que ao fazer dieta, perdemos musculatura, mas a coisa começa a ruir quando observamos que o hormônio do crescimento humano (GH) aumenta em cerca de 2000% em apenas alguns dias de jejum.

O GH em si ajuda muito no crescimento geral de novos músculos e na preservação da vida.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Além disso, os próprios corpos cetônicos criam um ambiente de preservação muscular.

Contanto que uma quantidade adequada de proteínas e ácidos graxos seja consumida, o músculo é preservado.

Na dieta cetogênica, isso, obviamente, não é um problema.

Embora mais estudos a longo prazo sejam necessários antes que uma conclusão firme possa ser tirada, parece que, da maioria da literatura estudada, uma dieta pobre em carboidratos é protetora contra o catabolismo de proteína muscular durante a restrição de energia, desde que contenha quantidades adequadas de proteína.

 

A dieta é restrita, será que estou obtendo todos os nutrientes que preciso?

dieta cetogênica é segura no longo prazo

Restrição não necessariamente significa deficit de nutrientes.

 

Existe uma falácia no conceito de dieta restrita.

Na verdade a dieta cetogênica é restrita se você compará-la a uma dieta extremamente permissiva como provavelmente é a maioria dos estilos alimentares que as pessoas normalmente seguem.

Inclusive comendo coisas que jamais deveriam comer.

O erro é presumir que só porque você pode comer tudo, você está suprindo todos os nutrientes. É muito comum uma pessoa que come “de tudo”, simplesmente não comer salada por conta do gosto. Perceba a quantidade de fibras, vitaminas e mineiras que ela deixa de ingerir.

E pasme, uma dieta rica em açúcar e carboidratos é novamente um problema maior nesta área.

A resistência à insulina resultante da ingestão excessiva de açúcar pode resultar em várias deficiências minerais – particularmente com magnésio, potássio e absorção de aminoácidos essenciais.

No entanto, durante as primeiras semanas de adoção de uma dieta cetogênica, uma pessoa pode realmente desenvolver níveis mais baixos de magnésio e potássio também.

A razão é que o corpo está em transição de um estado de retenção fluida para uma dieta que estimula a eliminação fluida, e onde você está urinando com mais frequência.

Como já sabemos, uma dieta mais rica em carboidratos estimula a retenção de água.

Como os estoques de glicogênio estão esgotados em seu fígado no começo da cetogênica, menos líquido é mantido ao redor. E isso pode aumentar a perda de eletrólitos no começo.

Consumo de magnésio, potássio e sódio são especialmente importantes durante esse período.

Certifique-se de que você ainda está ingerindo bastantes vegetais de folhas verdes em sua dieta e, claro, beber muita água!

Algumas sugestões de alimentos que vão ajudar você a equilibrar seus eletrólitos são a couve, o espinafre, cogumelos e salmão. Esses alimentos ajudarão a manter seus níveis de potássio e magnésio altos.

E também acrescentar um pouco mais de sal na comida, porque o sódio está nesse pacotão de eliminação mineral. Inclusive isso ajuda a evitar a chamada gripe cetogênica, uma espécie de mal estar que acomete os praticantes da dieta no início.

 

 

Risco de cetoacidose?

 

dieta cetogênica é segura no longo prazo

Confusão total

 

Por terem nomes semelhantes, cetose e cetoacidose são frequentemente confundidos.

Mas a verdade é que cetose e cetoacidose são duas coisas muito diferentes.

Deixe-me explicar.

A cetoacidose é um estado em que o sangue fica sobrecarregado com altos níveis de cetonas, a ponto de se tornar ácido.

Neste estado, a insulina não é capaz de controlar os níveis crescentes de açúcar no sangue.

O corpo fica faminto de energia e, em resposta a isso, produz níveis tóxicos de cetonas.

Isso, por sua vez, pode resultar na necessidade de hospitalização.

Portanto, a cetoacidose é uma condição muito séria, envolvendo risco de vida.

Mas, tenha isso em mente … Para que uma pessoa chegue a este ponto, eles têm que ser diabéticos tipo 1 ou ser do tipo 2 totalmente descontrolado.

Em pessoas com diabetes controlado, isso nunca será um problema.

Em indivíduos normais, ou naqueles com diabetes bem controlada, a insulina age para cancelar o ciclo de feedback e retardar e parar a superprodução de cetonas.

Por outro lado, cetose é um estado alimentar saudável em que o corpo está usando com segurança cetonas como fonte de energia primária.

A principal diferença aqui é ter uma resposta saudável à insulina.

Em pessoas sem diabetes ou com diabetes controlado, a insulina irá gerenciar o aumento do açúcar no sangue.

Como resultado, a produção de cetonas nunca chegará aos níveis tóxicos que vemos na cetoacidose.

 

Aumento da chance de pedras nos rins?

 

dieta cetogênica é segura no longo prazo

Não, não vai causar uma dessas

 

Definitivamente algumas pesquisas científicas apoiam esta afirmação.

No entanto, assim como apontamos acima – eletrólitos são muito importantes na dieta cetogênica e consumi-los irá atenuar os riscos de desenvolver problemas renais.

Um estudo de 2007 da John Hopkins School of Medicine colocou 195 crianças na dieta cetogênica para o tratamento da epilepsia.

Eles descobriram que 13 das crianças desenvolveram pedras nos rins.

No entanto, a suplementação com citrato de potássio reduziu bastante a ocorrência.

Como o citrato de potássio oral era preventivo, estudos prospectivos usando este medicamento empiricamente são necessários.

Então, certifique-se de comer seus vegetais de folhas verdes ou mesmo suplementar com potássio,e você não terá um problema aqui.

 

Conclusão: Dieta cetogênica é segura no longo prazo!

dieta cetogênica é segura no longo prazo

Vai com tudo!

 

A dieta cetogênica existe há quase cem anos.

Para cada alegação feita contra ela, muitas vezes há um caminhão de pesquisas sugerindo o contrário.

Por exemplo, o argumento de que “a dieta cetogênica aumenta o colesterol ruim” é controverso.

Quando praticada corretamente, pesquisas atuais sugerem que a dieta deve realmente diminuir os níveis de colesterol LDL e aumentar o colesterol HDL.

Quanto à perda de massa muscular, esta alegação não se alinha com os componentes primários envolvidos durante a cetose – que são aumento de GH e cetonas.

Ambos os elementos promovem uma preservação muscular.

Curiosamente, durante a cetose, o corpo pode às vezes precisar gerar seu próprio açúcar a partir de proteína.

Enquanto estivermos recebendo uma quantidade adequada de proteína em nossa dieta, a proteína necessária NÃO será retirada de nossos músculos.

Alguns confundiram a ligação entre cetose e cetoacidose.

A cetoacidose é uma condição potencialmente letal que é possível em diabéticos tipo 1 quando a insulina falha em controlar os níveis de açúcar no sangue.

Embora as cetonas entrem em ação aqui, a condição não pode aparecer em pessoas saudáveis ​​ou mesmo em pessoas com diabetes controlado.

A mesma pesquisa que sugere que pode haver uma ligação entre pedras nos rins e a dieta cetogênica, ressalta que a suplementação com citrato de potássio reduz muito esse risco (se não o elimina).

Para encerrar, eu sempre recomendaria que você abordasse qualquer nova dieta com cautela – até mesmo cetogênica.

Faça sua própria pesquisa, faça perguntas quando necessário e sempre ouça o que seu corpo está lhe dizendo sobre as mudanças que você está fazendo.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *