Qual a diferença entre low carb e cetogênica?

Qual a diferença entre low carb e cetogênica?

18 de junho de 2018

Um dos maiores erros para as pessoas que tentam melhorar sua saúde é o equívoco de que uma dieta baixa em carboidratos (low carb) equivale a uma dieta cetogênica.

Infelizmente, este não é o caso e pode prejudicar os seus esforços para obter todos os benefícios que procura.

Existem algumas diferenças críticas no que as pessoas acham que é uma dieta com baixo teor de carboidratos e o que é uma dieta cetogênica.

banner método emagrecimento fácil

Principalmente no fato que a simples redução de carboidratos na sua dieta não necessariamente implica que você estará cetogênico.

Bem como comer muitos carboidratos não implica em ter diabetes.

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

 

Qual a diferença entre low carb e cetogênica?

diferença entre low carb e cetogênica

Qual a diferença?

A essa altura do campeonato você já sabe do que se trata o estado de cetose, mas só para clarificar, é simplesmente um estado metabólico de usar gorduras como fonte de energia.

Isso oferece muitos benefícios que podemos obter mais tarde, mas, para resumir, há vários benefícios que você não terá, se estiver simplesmente com pouco carboidrato e não definitivamente em cetose.

Sua dieta baixa em carboidratos pode ser inclusive uma experiência bem ruim, se não for uma dieta cetogênica.

banner método emagrecimento fácil

Então não é incomum ocorrer a seguinte situação:

A pessoa entra numa dieta low carb e acha necessariamente que estava em cetose.

Porém, não fez medição em nenhum momento. Ela crê que estava em cetose pura e simplesmente porque estava consumindo pouco carboidrato.

Daí ela já conclui que a sensação de fadiga, falta de energia (falaremos disso mais abaixo) e tudo o mais que tornou a experiência ruim, é o suficiente para que conclua que a dieta “cetogênica” não é para ela.

O que ela ignora é que baixo carboidrato não significa que você está queimando gorduras e utilizando cetonas, então seu corpo ainda estava provavelmente tentando usar carboidratos como combustível.

E como ela consumia pouco, bom, o resultado é esse aí.

Há uma enorme diferença. Por quê?

Está na hora de algumas definições:

Low carb x Cetose

 

Low-carb: Você está comendo um número arbitrariamente “baixo” de carboidratos, ou simplesmente evitando os carboidratos. Comumente por volta de 50g de carboidratos ao longo do dia.

Cetose: um estado metabólico de transformação de ácidos graxos (essencialmente gorduras) em cetonas, que seu corpo utilizará principalmente como energia.

Novamente, uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa.

Então comer baixo carboidrato se trata de escolhas alimentares aleatórias que você fez, enquanto a cetose é um estado de metabolismo.

diferença entre low carb e cetogênica

Não confunda maçãs com bananas.

Então, por que apenas low carb pode ser ruim?

 

Veja bem, uma dieta low carb pode ser o suficiente para que você atinja seus objetivos e tenha mais saúde.

Muita gente simplesmente VAI EMAGRECER se simplesmente retirar grãos e açúcares da dieta. Ponto.

Mas nosso assunto aqui é sobre diferenças entre low carb e cetogênica.

Pode ser que você entre em cetose numa dieta puramente low carb. Mas pode ser que não. E não estando em cetose, alguns efeitos colaterais podem ocorrer:

 

– Baixa energia e fadiga

– Irritabilidade e alterações de humor

– Interrupções hormonais

– Dores de fome

– Ganho de peso

– Perdas de desempenho físico

– E outros!

 

diferença entre low carb e cetogênica

“Mas eu estou fazendo tudo certinho…” Sei!

 

Quando você não está em estado de cetose, seu corpo está usando a quebra de carboidrato (ou proteínas) para criar glicose e usá-lo como fonte primária de energia.

No entanto, a mudança de carboidratos para a queima de gorduras, não acontece automaticamente ao se tornar “low-carb”.

 

Mas antes de prosseguirmos... Que tal conhecer um método de emagrecimento totalmente sistematizado e fácil, onde você não precisa abandonar totalmente os alimentos que tanto gosta e acabar de vez com o tal do efeito sanfona, mudando sua vida e saúde para sempre?

Você está a um clique de uma verdadeira revolução na sua vida. Se você precisa perder 10, 20, 30kg ou mais, veio ao lugar certo. E se precisa perder só alguns quilinhos, é mais rápido ainda. Nada de medicações, dietas milagrosas, nada disso. Até porque nada disso é necessário.

E você também vai conhecer 7 alimentos que você provavelmente acha que são emagrecedores, mas que na verdade promovem justamente o efeito contrário.

Clique aqui para saber mais e bem vindo à sua nova vida.

Isso significa que seu corpo está pedindo combustível que você não está dando. E pode não ser bom.

Se você ainda usa carboidratos para combustível, mas não come carboidratos e não fornece combustível ao seu corpo, você pode ter um dia meio ruim.

Mas por que não é bom o suficiente apenas comer carboidratos baixos? Ainda bem que você perguntou.

Mudar de queima de carboidratos para queima de gordura é um processo diferente para todos e não é tão simples como limitar os carboidratos.

Aqui estão três razões principais pelas quais as pessoas que comem uma dieta “baixa em carboidratos” geral podem se sentir terríveis, não entrar em cetose e depois dizer que é algo que não funciona para elas:

 

1- O nível de carboidratos ainda é muito alto

diferença entre low carb e cetogênica

“Não entendo, eu comia 8 fatias de pão, virei low carb, agora como só 7 e não estou em cetose…”

Todos respondem a diferentes níveis de carboidratos, gorduras e proteínas de maneira diferente.

Pode não ser suficiente apenas comer o que você acha que é uma quantidade baixa de carboidratos.

Seu histórico metabólico, atividades diárias ou qualquer outro fator pode significar que você só pode tolerar 25 gramas de carboidratos por dia antes de sair da cetose, enquanto outra pessoa pode tolerar até 100 gramas de carboidratos por dia.

A única maneira que você pode dizer se você está comendo muito ou muito pouco carboidratos é testar seus níveis de cetona.

Se você está comendo menos de 20 gramas de carboidratos, testando seus níveis de cetona e ainda não está em cetose, passe para o próximo problema.

 

2- A quantidade de calorias consumidas é muito baixa

 

Se você não está comendo comida suficiente, seu corpo vai entrar em um modo de fome e não vai ser super econômico em queimar qualquer tipo de energia.

Isso acontece muitas vezes porque as pessoas acham que podem simplesmente remover os carboidratos e não substituí-los por nada.

Isso é um grande erro. Muito disso é por conta do medo de consumir gorduras. E calma que estamos falando de transição, se pipocou na sua mente a frase “Mas e o jejum intermitente?”. Ainda não é a hora dele.

Você terá pouca energia, problemas hormonais e, potencialmente, engordará com uma dieta de baixa caloria, em comparação com uma que esteja mais próxima de suas necessidades metabólicas.

Certifique-se de que você está recebendo uma quantidade adequada de calorias para o seu tamanho corporal e sob a forma de gordura.

Use qualquer calculadora arbitrária on-line para determinar uma quantidade aproximada, mas para a maioria das pessoas isso será entre 2000-2800 calorias.

Se você não sabe o quanto está ganhando em um dia, então, por alguns dias, obtenha uma idéia basal usando um aplicativo como o MyFitnessPal para rastrear tudo e ver onde você está.

Verifique os níveis e sintomas de cetona, veja onde você está e se você ainda está lutando depois de aumentar as calorias, em seguida, passar para o próximo item.

3- A quantidade de proteína é muito alta ou muito baixa

 

A proteína pode se transformar em carboidratos através de um processo metabólico chamado gliconeogênese (fazendo novos carboidratos) e isso ocorrerá em diferentes graus, dependendo do individuo.

A transformação de proteína em carboidratos significa que você não está em cetose.

No entanto, esta é geralmente uma declaração exagerada que só acontece nos casos extremos quando você está bebendo muitos shakes de proteína líquida. Ou esquecendo de colocar vegetais no prato e só comendo carne.

Este é um grande erro que muita gente comete.

Esse é o meu lanchinho básico…

Mesmo que estejam comendo cerca de 20g de carboidratos e assumindo que estavam em cetose, a verdade era outra.

Como na definição de dieta cetogênica diz, o consumo de proteínas é MO-DE-RA-DO.  Por volta de 0,8g a 1,2g por kg de peso por dia.

Uma vez que se encontre um ponto de equilíbrio, luzes se acendem.

A sua energia dispara. E outros benefícios acontecem.

Acontece que você não precisa de tanta proteína como se pensava.

Por outro lado, comer muito pouca proteína também não é inteligente.

Concluindo

 

Novamente, uma dieta low carb, dependendo de inúmeros fatores, pode ser o suficiente para você atingir suas metas.

Mas com o que verificamos aqui, para você realmente ficar numa dieta cetogênica, será preciso duas coisas:

1- Ser mais restrito e ter mais controle em relação aos carboidratos que consome

2- Observar os sinais de cetose e de preferência, medir os seus níveis de cetonas, seja no sangue ou na urina.

Em geral uma dieta puramente cetogênica fica abaixo de 20-30g de carboidratos por dia, mas isso é uma generalização e extremamente individual, como já foi citado.

Descubra quais são os 7 alimentos que parecem saudáveis, mas que na realidade não são.

Sim, eu quero.

Publicidade

O que você pensa sobre emagrecimento e dietas? Escreva abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *